Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Servidores municipais acusam ACM Neto de humilhar a categoria

Servidores municipais acusam ACM Neto de humilhar a categoria

Servidores municipais de Salvador decidiram continuar em greve e estão acusando o prefeito ACM Neto (DEM) e sua equipe de humilhá-los. Segundo representantes da categoria, a gestão municipal se negou a apresentar uma contraproposta ao pedido de reajuste salarial dos trabalhadores.

“Hoje fomos humilhados de maneira severa pelo prefeito e sua equipe. Feriram nossos brios e violentaram nossa dignidade com requintes de cruel sadismo na tentativa de abalar nossa estrutura psicológica. Sentimos mais uma vez a face da malvadeza na postura dos representantes da Prefeitura que estiveram na Mesa de Negociação. Se o soteropolitano soubesse quem gerencia a cidade teria vergonha de ter eleito esse prefeito”, reclamou o diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), Bruno Carianha.

Os servidores participaram de uma assembleia nesta quinta-feira (10), em frente à Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e aguardavam o resultado da reunião com o secretário Thiago Dantas. “São jogos negociais onde a estratégia da Prefeitura é minar forças e submeter os servidores ao terror das práticas antissindicais. Marca reunião e depois cancela. Marca pela manhã e remarca para tarde somente para expor homens e mulheres ao sol ou a chuva na tentativa de nos humilhar e fazer com que desistamos de lutar contra o reajuste zero que estão arquitetando desde maio”, acrescentou o diretor.

A categoria se reúne novamente nesta sexta-feira (11), às 8h, na frente do prédio da Semge, na Avenida Vale dos Barris. Por enquanto, a categoria mantém a greve iniciada na última segunda-feira (07).

Fonte: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS