Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Serviços dos Correios ficam 7,49% mais caros; a estatal enfrenta uma grave crise

Serviços dos Correios ficam 7,49% mais caros; a estatal enfrenta uma grave crise

correios

Foi decido nesta quinta-feira (13), pelo Ministério da Fazenda, o aumento de 7,49% em cima dos valores cobrados pelos serviços prestados.

Contudo, a decisão pode passar avaliações, podendo não entrar em vigor. Os Correios precisam aguardar uma portaria do Ministério da Ciência e Tecnologia para iniciar a cobrança com os valores reajustados.

O aumento foi solicitado pela estatal com o objetivo de compensar o represamento das tarifas em anos anteriores, quando não houve repasse integral da inflação.

 Os Correios enfrentam uma grave crise, onde acumulou dois rombos nos últimos dois anos, estimados em R$ 4 bilhões. Em junho ano passado as tarifas já haviam subido 10,64%.

De acordo com os Correios, o primeiro porte da carta não comercial terá seu valor atualizado de R$ 1,15 para R$ 1,23. N caso de telegrama nacional redigido pela internet, a nova tarifa passará de R$ 7,07 para R$ 7,60 por página. Já a tarifa da Carta Social, destinada aos beneficiários do programa Bolsa Família, permanece inalterada, em R$ 0,01.

Foto | Reprodução

OUTRAS NOTÍCIAS