Secretário da Fazenda de Salvador é acusado de isentar ISS de faculdade em troca de bolsas para filhos

Mauro_Ricardo_secretario_sefaz

Mauro_Ricardo_secretario_sefaz

Um integrante da administração do prefeito ACM Neto (DEM),  o secretário da Fazenda de Salvador, Mauro Ricardo é suspeito de envolvimento com a Máfia do ISS, em São Paulo, o secretário está sendo acusado de conceder isenção do Imposto Sobre Serviços às faculdades onde estavam matriculados os dois filhos dele.

A denúncia foi feita por uma testemunha identificada somente como “Gama”, que depôs sobre o caso ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) em dezembro de 2013. De acordo com o depoimento, Mauro concedia a isenção em troca de bolsas de estudos, quando comandava a pasta de Finanças da gestão de Gilberto Kassab (PSD).

Ainda segundo o documento, ao ex-chefe da Receita municipal, Ronilson Bezerra, Ricardo determinou que fosse concedida imunidade às instituições de ensino, que não foram não nomeadas pelo declarante. A testemunha acrescenta ainda que o ex-titular era “extremamente inteligente e tinha conhecimento de todas as ilegalidades praticadas” por Bezerra, mencionado como líder da quadrilha que cobrou quantias de diversas empresas para reduzir o ISS, gerando um rombo de cerca de R$ 500 milhões na prefeitura de São Paulo. Além disso, Ricardo teria recebido quatro cartas de denúncia contra o auditor fiscal, e um delas gerou um processo formal, que foi arquivado, e as demais foram ignoradas.

À Folha de S.Paulo, o atual integrante da administração de ACM Neto em Salvador argumentou que as faculdades já possuíam isenção há anos e sempre pagou as mensalidades dos filhos que estudavam na Mackenzie e ESPM. As instituições confirmaram a versão de Mauro.

OUTRAS NOTÍCIAS