Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Secretário confirma cancelamento dos festejos juninos em Feira de Santana

Secretário confirma cancelamento dos festejos juninos em Feira de Santana

Em entrevista ao programa Bom Dia Feira (Princesa Fm) na manhã desta quinta-feira (9), o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, confirmou o cancelamento do São João de Feira de Santana em 2020.

‘Com certeza não teremos. Feira de Santana não tem como, primeiro porque não há uma previsão de que a pandemia em junho já esteja sobre controle, segundo por questão de dinheiro, uma festa dessas não se começa a preparar no mês de julho. Quando a micareta foi suspensa, ela já estava toda pronta e eu já iria começar o São João’, disse, salientando ainda que, neste ano, os projetos para os festejos juninos na região seriam maiores.

Com a pandemia do coronavírus, diversas regiões da Bahia vem cancelando as comemorações referentes aos festejos juninos neste ano a fim de evitar situação em que aconteçam aglomerações e possíveis contaminações do vírus.

De acordo com o secretário, a situação comprometerá a realização de diversos outros eventos que aconteceriam no município.

‘O cancelamento da micareta, dos festejos juninos, de eventos menores como o bando anunciador que tem o apoio financeiro da prefeitura e ninguém sabe mais se vai acontecer. Evidentemente que com esse imprevisto, a receita não será a mesma e o investimento também não será o mesmo, está e a matemática. Não há nenhuma previsão de quando a secretária vai voltar a realizar eventos de cultura, lazer ou esporte’, destaca.

Edson ressalta que todo o saldo da Prefeitura Municipal neste momento será destinado a saúde.

‘Próxima semana terá uma reunião justamente para fazer uma análise das finanças da prefeitura e vem medidas econômicas mais drásticas. Combustível por exemplo, nos 20 dias de março, já houve redução de 20% no consumo e a meta é chegar nos 30%, mas claro que há dificuldades porque por exemplo a secretaria de Saúde está gastando mais que o normal, coleta de lixo e várias secretarias que não podem ser reduzidos nem paralisados’, disse.

Feira tem até o momento, 35 casos confirmados do coronavírus na cidade. Desses, cinco pacientes já foram curados e três estão em internamento hospitalar, sendo que uma dessas, em Salvador.

Informações – Bárbara Barreto

OUTRAS NOTÍCIAS