Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

“Se for comprovado a unidade de saúde será descredenciada “, diz secretário sobre caso do falso médico

“Se for comprovado a unidade de saúde será descredenciada “, diz secretário sobre caso do falso médico

O Secretário de Saúde de Feira de Santana,Marcelo Britto em entrevista ao Conectado News, foi questioando  sobre os problemas na area nos últimos dias,“tivemos alguns casos de  pedidos de demissão de médicos, essa situação acontece quando o cidadão completa um 1 ano de formatura, vários desses médicos conseguem nos cursos de residência, (especialização médica) e deixam o atendimento das unidades para fazer esse curso, são várias unidades sem médicos, a secretaria já notificou a empresa, porque mesmo com a justificativa a  mesma é responsável pela entrega desses profissionais”, disse.

Atrasos dos pagamentos 

Sobre os atrasos dos pagamentos de funcionários, Marcelo afirmou “as empresas regularizaram essa situação com um recurso da prefeitura que elas tinham  em mãos”, diz.

Perguntado  pelo jornalista Luiz Santos se tem visitado as policlínicas do município, Britto, afirmou, sim, justamente para fazer o acompanhamento, estive em uma unidade, identifiquei a ausência de um médico que não estava atendendo há mais de 30 dias porque tinha pedido demissão e não teria sido feita a reposição,  determinei a equipe de fiscalização que notificassem a empresa para dar solução em 48h, não havendo a resposta será aplicada  as punições  previstas em contrato que pode chegar á 20% do contrato global e na suspenção do contrato por um ano. a secretaria vai fazer cumprir essas penalidades”, afirma.

O secretário finalizou, anunciando que em breve Feira de Santana vai contar com um projeto de  cirurgias. eletivas de ortopedia , “estamos bem avançados, vamos fazer a divulgação e contratar unidades que possam realizar essa cirurgias porque parte das mesmas são realizadas fora do município, mas para participar tem apresentar as certidões para contratação”,destaca.

Caso falso médico preso no HTO

Sobre as providências  adotadas sobre o caso do falso médico preso no dia (22/10), atendendo no Hospital de Traumatologia e Ortopedia em Feira de Santana (HTO SUS),o secretário informou,”a única providência legal foi   determinar uma auditoria na unidade que está em curso, após  realização da mesma notificar o prestador para que ele possa exercer o direito de defesa, uma vez exercido  volta o processo para a secretaria,  a equipe irá tomar as decisões com base na legislação e no contrato , se ficar comprovado o fato o contrato prevê descredenciamento do HTO. Eu não poso fazer a suspensão do atendimento enquanto o processo não for concluído”.

Informações: Conectado News

OUTRAS NOTÍCIAS