Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Rui diz que exemplo da mãe dele o leva a preferir nomear mulheres para chefiar MP

Rui diz que exemplo da mãe dele o leva a preferir nomear mulheres para chefiar MP

O governador Rui Costa (PT) aproveitou o discurso que fez durante a recondução da promotora Norma Angélica Cavalcanti ao cargo de procuradora-geral de Justiça da Bahia para falar dos feitos de sua gestão e também revelou o critério que o fez escolhê-la: a memória afetiva da mãe dele, Maria Luiza Costa, e a lição de justiça que a genitora, falecida em 1997, lhe deu, resumida na frase “faça com os outros o que gostaria que fizesse com você”. O discurso do petista ocorreu nesta sexta-feira (4), na sede do Ministério Publico da Bahia, em Salvador,

Logo após explicar o que o leva a nomear mulheres para chefiar o Ministério Público baiano e falar do retorno do desemprego, da inflação e da fome, o que associou ao momento político por que passa o Brasil, fez o seguinte comentário sobre a realidade do tráfico de drogas: “presenciamos um avanço enorme da droga como instrumento capilar de gerar renda para a juventude, empregando e dando renda para milhares de famílias; uma realidade que não pode ser escondida. Se a gente escondê-la, não vamos buscar solução definitiva para isso”.

O governador ainda disse à procuradora-geral que nunca lhe fará nenhum pedido pessoal a ela. “Eu nunca irei lhe chamar para pedir nada pessoal para mim, mas que estimule a busca por justiça”, disse Rui ao recomendar, como reflexão aos membros do Ministério Público, que reflitam, por exemplo, se uma recomendação emitida pelos promotores alcança o interesse público. Recentemente, o governo estadual enfrentou ações do MP baiano que foram contrarias ao processo de concessão do Palácio Rio Branco, antiga sede do governo baiano que deve servir como hotel de luxo.

Ainda durante a fala, Rui ressaltou que seu governo, embora administre o 16º estado em volume de arrecadação, é o segundo em investimentos realizados no país. “Temos o maior investimento do Brasil em saúde público”, citou Rui, que lembrou ter inaugurado hoje uma maternidade em Seabra que atenderá a 11 municípios na região da Chapada Diamantina.

O governador disse ainda que a recondução de Norma Angélica à chefia do MP-BA seria mais que uma premiação, mas “uma grande homenagem ao que considero fundamental: reconhecimento pelo caminhar, pelos serviços prestados ao longo dos anos”.

 

Davi Lemos

OUTRAS NOTÍCIAS