Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Roberto Jefferson critica Bolsonaro e faz acusação em nova carta escrita da prisão

Roberto Jefferson critica Bolsonaro e faz acusação em nova carta escrita da prisão

Preso por incitar atos antidemocráticos, o líder nacional do PTB, Roberto Jefferson, lamentou a mudança de postura do presidente da República Jair Bolsonaro, em nova carta enviada ao partido. O ex-deputado se diz abandonado pelo aliado e reclama da sua falta de “solidariedade”.

“O Bolsonaro é um homem honrado, mas não recolhe seus feridos. Sequer demonstra solidariedade com seus combatentes. Fiz duas cartas para ele. Nunca o PR (Presidente da República) mandou um cartão dizendo saúde, minha solidariedade. Ao contrário, ele se distanciou de nós e manteve silêncio obsequioso”, escreveu Jefferson.

O texto enviado aos correligionários é muito mais ameno que o divulgado na última quarta-feira (27), quando acusou o presidente o e o seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, de ficarem “viciados em dinheiro público”, em comparação esdrúxula com alguém que “gozou com ecstasy” e fica “para sempre dependente dele”.

Na nova carta, redigida do complexo penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, o ex-deputado condenado no escândalo do Mensalão diz que mantém o apoio a Bolsonaro, mas que ele perdeu o seu “coração”, e condenou a aproximação do presidente com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que ordenou a sua prisão.

“Bolsonaro se conspurca falando com Xandão, que ele chamou de canalha na Avenida Paulista“, lembrou Jefferson, que se referiu ao ministro como “satanista e abominável”.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS