Reviravolta em ‘Amor à Vida’: Niko é pai do bebê e Amarilys não é a mãe

RTEmagicC_eron_niko_amarilys.jpg

 

RTEmagicC_eron_niko_amarilys.jpg

Mais novidade em “Amor à Vida”. Segundo o jornal “Extra”, não só Niko (Thiago Fragoso) é o verdadeiro pai de Fabrício, como também Amarilys (Danielle Winits) não é a mãe biológica do bebê. A revelação será feita no dia da audiência, quando o juiz dará a notícia aos dois e a Eron (Marcello Anthony).

“Mediante exame de DNA realizado pelas partes, fica determinado por esse tribunal que o menor, Fabrício, é filho do senhor Nicolas Corona. E que os senhores Eron e Amarilys não possuem qualquer lanço de filiação consaguínea com o menor”, dirá o magistrado. A notícia irá chocar a loura e deixar Niko feliz.

“Impossível! Tem alguma coisa errado!”, grita Amaryliy. “Esse resultado prova que o implante do óvulo fertilizado deu certo. O Fabrício é meu filho, eu tinha certeza disso, eu sentia, no fundo do meu coração, que ele é meu filho”, diz um exultante Niko.

Amarilys continua insistindo que o teste está errado e Eron tenta confortá-la. “Amarilys, eu também tou tremendamente decepcionado. A gente achou que o filho era nosso, mas não é. Dói, porque eu já amo o Fabrício como se ele fosse meu filho. Mas o resultado tá aí”, diz o advogado.

Silvia (Carol Castro) lembra que o exame foi feito seguindo todos os critérios determinados pela Justiça. “O resultado desse teste de DNA prova, perante a justiça, que o pai do menor é o senhor Nicolas. A identidade da mãe, entretanto, permanece desconhecida”, diz o juiz.

Niko explica a situação.  “Excelência, a Amarilys era apenas a barriga solidária. As fertilizações foram feitas com o meu material e o do Eron, misturados, mas os óvulos fecundados eram de uma doadora anônima”. Amarilys então diz que não houve doação anônima.  “Eu fui a doadora dos óvulos. Por isso eu sei que o resultado tá errado. Mesmo que a fertilização tivesse dado certo, ainda assim eu seria a mãe. Esse teste não vale nada, Excelência. Eu exijo outro”, repete.

O juiz diz que ela deve entrar com recurso para pedir um novo teste. Enquanto isso, orienta que Silvia entre com liminar para que o bebê seja entregue a Niko.

Na saída do tribunal, eles seguem para o hospital, onde Laerte (Pierre Baitelli) confirma a Niko e Eron que fertilizou os óvulos de Amarilys. “Eu sou amigo, colega da Amarilys há muitos anos. Ela pediu tanto, que eu abri essa exceção. Ela veio aqui colher os óvulos. Então eu fertilizei os óvulos da Amarilys com o material misturado de vocês dois…e implantei nela”, confirma. Niko lembra que o terceiro implante, no entanto, foi feito por Vanderlei (Marcelo Argenta) e não Laerte.

Já Vanderlei diz que não usou o material preparado por Laerte. “Bem, naqueles dias houve um pequeno problema na câmara de refrigeração. Foi resolvido rapidamente, mas eu examinei a ficha dela, da Amarilys. Era o terceiro implante, e eu pensei… e se os óvulos fertilizados foram prejudicados? Eu verifiquei que havia material excedente dos rapazes armazenado em outro setor, onde não houve o problema de refrigeração. Peguei a ficha dos dois, observei os dados colocados e fiz uma nova fertilização, com o material dos rapazes e os óvulos de uma doadora anônima. Há um estoque de óvulos de doadoras anônimas armazenados no centro de refrigeração. Foi o que eu usei. E implantei em você”, revela o médico.

OUTRAS NOTÍCIAS