Relatório aponta velocidade do veículo que causou atropelamento do ator Kayky Brito. Saiba mais!

video-flagra-o-atropelamento-do-ator--kayky-brito_8122_widelg

O caso do atropelamento do ator Kayky Brito, que aconteceu no início do mês, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, está prestes a ser arquivado pela Polícia Civil. O motivo seria a conclusão do relatório final pela 16ª Delegacia de Polícia (16ª DP), que fez uma constatação decisiva.

Segundo informações divulgadas pela TV Globo, no relatório consta que foi verificado que o motorista, que tem sofrido crises de ansiedade, conduzia o veículo abaixo da velocidade permitida na via. Conforme investigação, o carro estava a 48 km/h no momento da colisão, no trecho da Avenida Lúcio Costa, altura do Posto 6, que permite velocidade até 70 km/h.

De acordo com a publicação, diante dos fatos, o delegado Ângelo Lages concluiu que Diones não responderá por crime algum. Isso porque ficou comprovado que o motorista conduzia o veículo dentro do limite de velocidade, não havia bebido ou usado outra substância, segundo exames feitos no dia, conduzia o automóvel com atenção – como comprovado por imagens e pelo depoimento da testemunha, a passageira Maria Estela Lima, e parou o carro para prestar socorro.

“Ele ainda realizou ações para evitar a colisão, apesar da escassez temporal para reação e frenagem. Entendemos que todos os elementos colhidos em depoimentos, laudos e vídeos, além da atitude de socorrer a vítima, isentam o motorista de qualquer responsabilidade”, explicou Ângelo, que vai solicitar o arquivamento do caso e encaminhar o inquérito ao Ministério Público, que posteriormente seguirá para a Justiça.

OUTRAS NOTÍCIAS