Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Quando o sofrimento acabar

Quando o sofrimento acabar

Mas Tu enxergas o sofrimento e a dor; observa-os para tomá-los em Tuas mãos. Salmo 10:14

A vida perfeita que Deus ofereceu ao ser humano foi rejeitada quando o primeiro casal estendeu as mãos para o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. A partir de então, os sofrimentos e tristezas acompanham a existência de cada pessoa. As desgraças acontecem justamente porque este não é o reino de Deus. Como resultado, a história tem registrado a presença de injustiçados, sofredores, marginais, rejeitados e moribundos.

O que fazer diante do sofrimento? Alguém pode dizer: coloque o ombro embaixo de sua carga e siga em frente. Simples assim. Já que não há possibilidade de uma vida sem dor, o jeito é assimilar e continuar. Alguns afirmam que o sofrimento traz maturidade. De fato, isso pode ocorrer para quem tem o coração aberto para aprender. O apóstolo Paulo diz: “Também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança” (Rm 5:3, 4). Assim, podemos entender que Deus usa provações, sofrimentos e dores para que cresçamos e para cumprir Seu propósito em nossa vida.

Diante dos possíveis sofrimentos que você enfrenta e ainda enfrentará, não tenha medo. Ore e confie, certo de que tudo um dia acabará. Se doer muito, tenha paciência, a dor vai passar. Não se desespere. A grande esperança que temos é a de que um dia a dor findará. Enquanto esse dia não chega, lembre-se de que nem todos os dias são nublados. De vez em quando, temos dias de Sol. Uma hora as coisas vão melhorar, e você sairá disso mais amadurecido.

Quando tudo fica confuso, Deus endireita a situação. Com o passar do tempo, você verá que Ele põe tudo em seu devido lugar. Apegue-se à promessa divina: “Pois não menosprezou nem repudiou o sofrimento do aflito; não escondeu dele o rosto, mas ouviu o seu grito de socorro” (Sl 22:24).

OUTRAS NOTÍCIAS