Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Putin enviou família para ‘cidade subterrânea’ para sobreviver a ataque nuclear

Putin enviou família para ‘cidade subterrânea’ para sobreviver a ataque nuclear

Na última terça-feira, 1, o ex-professor e cientista político Valery Solovey deu uma série de declarações polêmicas ao jornal britânico Daily Mail e afirmou que o presidente russo Vladimir Putin enviou sua família para uma cidade subterrânea na Sibéria projetada para sobreviver a um ataque nuclear, localizada nas Montanhas Altai.

Solovey, que lecionou no Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou (MGIMO) disse que “No fim de semana, a família do presidente Putin foi evacuada para um bunker especial preparado em caso de guerra nuclear. Ele está localizado em Altai. Na verdade, não é um bunker, mas uma cidade subterrânea inteira, equipada com a mais avançada ciência e tecnologia. Espero que isso signifique algo para você. O que significa o presidente mandar sua família para este bunker?”. No entanto, o professor já se envolveu em problemas e chegou a ter a casa revistada assim como ter vários aparelhos eletrônicos apreendidos e passar por um interrogatório de 7 horas após ele espalhar rumores sobre o estado de saúde do presidente da Rússia em um grupo do Telegram.

O ex-professor disse ao jornal que possui contatos internos no Kremlin que teriam lhe dado informações sobre as instalações construídas na região da Sibéria que faz fronteira com Mongólia, China e Cazaquistão e cita que foram observados vários pontos de ventilação no terrenos ao redor do suposto “esconderijo” e uma linha de alta tensão ligada a uma subestação ultramoderna de 110 quilovolts, o suficiente para abastecer uma cidade de pequeno porte.

Relembre

Durante a escalada de tensões da guerra que proclamou contra a Ucrânia na última quinta-feira, 24, Putin colocou a divisão de armas nucleares russas, considerada a maior do mundo, em alerta no último domingo, 27, quando afirmou que “Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, disse.

Informações; Feira 24h

OUTRAS NOTÍCIAS