PT sabia e até teria ajudado na fuga de Pizzolato

henrique-pizzolato-foto-reproducao

 

henrique-pizzolato-foto-reproducao

A família e até o advogado de Henrique Pizzolato podem ter sido surpreendidos com sua fuga para a Itália, mas não a cúpula do Partido dos Trabalhadores. Dirigentes petistas não apenas sabiam como teriam ajudado na fuga, segundo alta fonte do próprio PT. O foragido ex-diretor do Banco do Brasil seria depositário de segredos caros a lideres do PT e os teria pressionado a ajudá-lo em troca do seu silêncio.

Primeiro Pizzolato pressionou o PT a livrá-lo da cadeia, ameaçando abrir o bico. Depois, negociou os termos de um “exílio” dourado. A área de Inteligência do governo federal também estava informada dos passos de Henrique Pizzolato, e informou o Palácio do Planalto. Pizzolato planejou sua fuga sem pressa, desde que obteve a cidadania italiana. Esta coluna, na época, alertou para a possibilidade de fuga. Henrique Pizzolato é como Paulo Maluf: procurados pela Interpol, não podem deixar o país. Maluf por brasileiro, ele por ser ítalo-brasileiro. Todas as informações são do Diário do Poder.

 

OUTRAS NOTÍCIAS