Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Protocolo internacional de triagem em urgência e emergência é aplicado no Hospital da Mulher

Protocolo internacional de triagem em urgência e emergência é aplicado no Hospital da Mulher

2122018194207

As pacientes que chegam à emergência e urgência do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, contam com o serviço que garante acesso rápido ao atendimento de saúde através de protocolo internacional denominado como Triagem de Manchester, ou acolhimento com Classificação de Risco.

Priorizando o atendimento de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela grávida após a avaliação clínica, o setor de classificação de risco do HIPS, equipamento da Prefeitura de Feira de Santana, que funciona 24 horas desde o final de 2015, selecionou no ano de 2017 aproximadamente 36.585 pacientes com maior prioridade de atendimento, representando uma média de até 100 grávidas por dia.

Esse sistema da área de saúde, criado em 1994 como forma de estabelecer consenso entre médicos e enfermeiros dos serviços de urgência, determina o atendimento de acordo com a gravidade clínica de cada paciente identificada por cinco categorias existentes com nomes, cor, definições específicas e não por ordem de chegada, norteando a tomada de decisão ao avaliar o quadro clínico.

O processo de triagem e acolhimento com Classificação de Risco é uma ação de caráter interdisciplinar e envolve diversos profissionais, a exemplo de enfermeiros e médicos obstetras. Esses profissionais acolhem as gestantes e seus familiares de forma humanizada com qualidade, compromisso, ética e eficiência seguindo protocolo do Ministério da Saúde.

A classificação de risco é sinalizada após a avaliação feita na paciente por pulseiras de cor vermelha (emergência), laranja (muito urgente), amarela (urgente), verde (pouco urgente) ou azul (não urgente). Pacientes classificadas com a cor vermelha (emergência) necessitam de atendimento médico imediato. A classificação laranja (muito urgente) é quando o atendimento deve ser realizado em até 15 minutos. A amarela (urgente) quando o atendimento deve ser feito em até 30 minutos. A classificação verde (pouco urgente) em até 120 minutos, pois são pacientes sem risco de agravo. Já a pulseira azul estabelece que o atendimento não é prioritário ou é solicitado o encaminhamento da gestante para um Centro de Saúde.

OUTRAS NOTÍCIAS