Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Propagandas tentam recuperar marca do Governo Wagner, diz jornal

Propagandas tentam recuperar marca do Governo Wagner, diz jornal

Dois anúncios do governo estadual veiculados por emissoras de televisão da Bahia tentam recuperar uma marca do governo Jaques Wagner, que é pré-candidato do PT ao Palácio de Ondina no próximo ano, de acordo com o jornal Tribuna da Bahia.

As propagandas exaltam os 15 anos do programa “Água para todos”, que foi criado em 2007 – primeiro ano da gestão petista no estado.

Em um dos vídeos, é dito que a administração estadual construiu ou recuperou 18 barragens no estado e vai inaugurar em breve a barragem de Catolé, em Vitória da Conquista. O anúncio afirma ainda que 250 mil cisternas foram construídas, 15 mil barreiros e 7,8 mil poços. Segundo a propaganda, 10 milhões de baianos foram contemplados com o programa na Bahia. No segundo vídeo, o locutor declara que as pessoas andavam “duas léguas” antes do “Água para todos” para ter um “tantinho” de água.

O programa governamental, que ganhou pouca publicidade na administração Rui Costa (PT), foi um dos principais projetos de Wagner e impulsionou sua candidatura à reeleição em 2010. Além das propagandas na TV, o governo tem espalhado pelo interior outdoors. Em uma publicação recente no Instagram, o senador petista também fez questão de relembrar do programa social. “O ‘Água para Todos’ foi referência para o governo federal lançar o mesmo programa para o Brasil em 2011. (…) A chegada da água levou mais saúde, promoveu o desenvolvimento e fortaleceu a agricultura familiar”, diz a postagem divulgada pelo pré-candidato ao governo da Bahia.

Provável adversário de Wagner na disputa ao Palácio de Ondina no próximo ano, o ex-prefeito soteropolitano ACM Neto (União Brasil) tem feito críticas à falta de investimentos em recursos hídricos. Em passagem pela cidade de Miguel Calmon neste ano, ele afirmou que os governos do PT não investiram “quase nada” em segurança hídrica para beneficiar a produção agrícola, especialmente para a agricultura familiar.

Neto pontuou também que a região está no semiárido e, portanto, há dificuldade em relação ao acesso à água abundante.  “Mas, nesses quase 16 anos de governos do PT consecutivos, o que eles deixam em termos de grandes realizações de barragens e adutoras no nosso estado? Praticamente nada, quase nada foi investido para melhorar a segurança hídrica dos baianos, sobretudo o acesso à água para a produção”, afirmou. Em Guanambi, ACM Neto afirmou que quando “chega no interior há sempre essa reivindicação de água, de recurso hídrico, acesso à água para garantir o plantio. “A gente, infelizmente, viu nesses últimos anos a pouca atenção por parte do governo do estado em relação a essa questão que é fundamental para o desenvolvimento e para o crescimento da Bahia”, criticou.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS