Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Professores das universidades estaduais anunciam agenda de manifestação

Professores das universidades estaduais anunciam agenda de manifestação

O Sindicato dos Professores da Universidade Estadual da Bahia (Aduneb) anunciou que dará início a uma programação de protestos para as duas próximas semanas. A mobilização vai começar na próxima terça-feira (24), com um protesto no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Fazem parte das atividades de manifestações também as demais seções sindicais das universidades estaduais da Bahia

Com isso, segundo a Aduneb, na manifestação de terça-feira (24) não haverá a interrupção das atividades acadêmicas. Serão realizadas aulas públicas no CAB, com exposição de painéis e de livros publicados por docentes e apresentações culturais. Já na semana entre os dias 31 de maio e 2 de junho, ocorrerá uma paralisação geral de um dia. A data ainda será definida.

A saber, a mobilização faz parte da agenda nacional da Semana de Lutas das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino Superior (IEES/IMES). Assim, a Aduneb justifica a intensificação dos projetos pela política do governo estadual de desvalorização das universidades públicas baianas e da carreira de professoras e professores dessas instituições.

“Após sete anos sem aumento salarial e com uma inflação que corroeu cerca de 50% do valor de compra das remunerações, o reajuste dos proventos do funcionalismo público, aprovado pela Assembleia Legislativa da Bahia para o ano de 2022, foi de percentual muito abaixo da inflação de 2021. Além disso, os direitos docentes, a exemplo de promoções, progressões, alterações de regime de trabalho e adicional de insalubridade têm sido constantemente violados”, diz o sindicato através da nota sobre o anúncio das manifestações.

OUTRAS NOTÍCIAS