Primeiro caso de transmissão de varíola dos macacos em animal é registrado no Brasil

Medical syringes and a bottle are seen with 'Monkeypox' sign and monkeypox illustrative model displayed on a screen in the background in this illustration photo taken in Krakow, Poland on May 26, 2022. (Photo by Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
Medical syringes and a bottle are seen with 'Monkeypox' sign and monkeypox illustrative model displayed on a screen in the background in this illustration photo taken in Krakow, Poland on May 26, 2022. (Photo by Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais publicou comunicado oficial confirmando o primeiro caso de transmissão da varíola dos macacos de um ser humano para um animal no Brasil. O vírus foi detectado em um filhote de cachorro cujo tutor foi infectado com o vírus monkeypox no início de agosto.

O caso ocorreu em Juiz de Fora, município mineiro, e é o terceiro registro no mundo de transmissão humana para animal. As outras duas confirmações aconteceram na França e nos Estados Unidos.

De acordo com a secretaria de saúde, o cachorro começou a ter os sintomas no dia 13/8, 10 dias após o tutor perceber os primeiros sinais da doença. O animal apresentou prurido, que evoluiu em lesões em pápula, pústula e crostas localizadas no dorso e pescoço.

O veterinário responsável pelo atendimento registrou a suspeita na vigilância epidemológica e coletou amostras do animal para análises laboratoriais. O resultado detectável foi em exame de biologia molecular (qPCR)

O responsável pelo filhote foi orientado a manter o animal em isolamento e adotar medidas sanitárias para a alimentação do cão e limpeza do espaço de convivência. O cão e o tutor estão isolados e passam bem, conforme informação da regional de saúde. Outro humano que tem contato com o animal está assintomático e segue em monitoramento.

 
Fonte: metropoles.com

OUTRAS NOTÍCIAS