Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Presidente da Câmara de Vereadores de Feira de Santana deve agir com mão de ferro para punir empresas que cometem irregularidades na Cidade

Presidente da Câmara de Vereadores de Feira de Santana deve agir com mão de ferro para punir empresas que cometem irregularidades na Cidade

hqdefault

As construtoras em Feira de Santana podem estar com os dias contados, quando o assunto é a  quantidade de andares permitidos para construção civil. Já é de conhecimento da sociedade que no ano de 2013 o vereador Reinaldo Miranda (Rony) apresentou um projeto na Casa Legislativa, onde reduzia a quantidade de andares em prédios de nossa cidade. Esse projeto foi aprovado em primeira discussão e depois engavetado pelo presidente da casa na época, vereador Justiniano França, sem se quer explicar os reais motivos da aprovação em primeira discussão e não apreciado em segunda discussão.

Mas com a força e a nova forma de governar do monarca e imperador Rony, atual presidente da Casa Lesgilativa , essas construtoras devem estar sentenciadas a reduzir definitivamente o número de andares, já que foi uma luta incansável do então vereador na época que não obteve êxito. Porém, agora com o poder nas mão vai ficar mais fácil esse projeto ser aprovado. Outro projeto polemico foi a briga com a construtora MRV que segundo Miranda era detentora de várias irregularidades cometidas em nossa cidade é outra que deve estar com os dias contados.

A Tv Caldeirão estará exibindo a partir de segunda-feira (23/02) ás 15h entrevistas e reportagens na qual o atual presidente se reportava veementemente contra essas empresas que segundo o mesmo vem cometendo irregularidades em Feira de Santana.

Confira as matérias referentes ao assunto: 

Projeto que proíbe construção de prédios com mais de dez andares causa polêmica

A Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou em primeira discussão, por maioria dos vereadores presentes, o projeto de lei 76/2013 de autoria do vereador Reinaldo Miranda – Ronny (PSDB), que altera a lei nº 1.615/92 do uso e ocupação do solo no município, proibindo a construção de prédios com mais de 10 andares ou 30 dentro do Anel de Contorno (avenida Eduardo Fróes da Mota).

O empresário do ramo imobiliário em Feira de Santana, Osvaldo Ottan, afirmou que o projeto foi mal avaliado e acredita que o prefeito, José Ronaldo de Carvalho, não irá aprová-lo.

“Fui surpreendido com essa notícia que me causou um verdadeiro espanto. Eu vejo no vereador Ronny uma pessoa de bom senso, com uma visão ampla de futuro e essa iniciativa dele me trouxe um espanto, porque ao invés da gente aumentar o número de andares dentro do contorno, a proposta é restringir”, afirmou Osvaldo.

O empresário disse que os terrenos dentro do Anel de Contorno estão caros e que se o valor não for diluído, ninguém mais vai conseguir construir no local. Ele afirmou ainda que o projeto está na contramão do desenvolvimento econômico na cidade.

“Com esse projeto, toda construção dentro do Contorno vai ficar engessada, ninguém mais vai conseguir vender terrenos no local, pois a área de terra é muita cara. Eu lamento que tenha passado um projeto desses na Câmara Municipal”, ressaltou.

Osvaldo Ottan, que tem um estudo para construir um prédio de 35 andares em Feira de Santana, defende que quanto mais andares se tem um prédio, mais benefícios têm para a cidade. De acordo com ele, o serviço público é um dos beneficiados.

“Desse modo se concentra serviços, como coleta de lixo, mobilidade, entre outros. Acredito que devemos aproveitar ao máximo para utilizar um índice de construção maior do que a lei hoje nos permite. O vereador deveria ter consultado os construtores, as empresas imobiliárias e as pessoas ligadas a esse segmento”, observou.

Ottan disse ainda que irá, junto com outros empresários do segmento imobiliário, formar uma comissão para conversar com o prefeito José Ronaldo a respeito do projeto.

http://www.caldeiraodopaulao.com.br/construtora-mrv-pode-ter-sua-licenca-cacada-para-construcao-em-feira-de-santana/

OUTRAS NOTÍCIAS