Prefeitura de Feira nega recursos para construção de avenida, diz deputado

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.3-iu3SyOFy

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.3-iu3SyOFy

A construção da avenida Ayrton Senna tem gerado polêmica em Feira de Santana. Em visita técnica à cidade nesta quarta-feira (4), os deputados estadual Zé Neto (PT) e federal Fernando Torres (PSD) reclamaram que a prefeitura não quer que a obra seja feita pelo governo do Estado.

Segundo eles, uma emenda parlamentar do deputado Fernando Torres no valor de R$ 5 milhões, que já estaria disponível na Caixa Econômica Federal, e uma contrapartida do Governo do Estado de R$ 4 milhões, viabilizarão a construção da nova avenida.

No entanto, no mesmo dia da visita, o prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) anunciou uma ordem de serviço na via, o que impediria a intervenção estadual e federal na Ayrton Senna. Segundo os parlamentares, o anúncio carece de um projeto executivo pronto ou de um processo licitatório em curso – são necessários no mínimo 30 dias para empresas apresentarem proposta.

De acordo com Zé Neto, como o município não executou a obra, o governo do Estado resolveu fazer o projeto.  “Nós desapropriamos, entregamos a moradia, abrimos a avenida, fizemos o projeto executivo e agora colocamos o recurso junto com a emenda de Fernando. Estamos trabalhando com o objetivo de avançar nestes importantes projetos urbanos para a cidade”, enfatiza Zé Neto.

A avenida compreende uma pista dupla com duas faixas por sentido, canteiro central de nove metros, ciclovia em uma das laterais e calçada, ambas com dois metros de largura.

OUTRAS NOTÍCIAS