Portuguesa que morou com cadáver do pai durante 15 anos usava água sanitária para disfarçar odor

portugues_policia_morte_cadaver_widelg

A idosa Anabela, de 70 anos, que morava com o cadáver do pai há 15 anos, chocou os vizinhos na última semana após a sua morte ocorrida no domingo (16). Segundo a polícia, o cadáver foi encontrado vestido com um pijama dentro da casa onde ela morava na vila Linda-a-Velha, em Oeiras, em Portugal.


As autoridades fizeram uma busca em sua residência para averiguar um mau cheiro e encontraram um cadáver em estágio avançado de putrefação. As informações são do O Globo. A idosa usava água sanitária para disfarçar o cheiro da decomposição. Os vizinhos dela relataram sentir um cheiro constante do produto.

Idalina Carvalho, uma das vizinhas da idosa, disse que ficou chocada com a notícia, mas afirmou que soube da morte de Custódio há mais de uma década. A mulher também contou que chegou a contribuir com o funeral. A Polícia Judiciária de Portugal investiga o caso.

BNEWS

OUTRAS NOTÍCIAS