Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Policiais prendem homem por dizer que Bolsonaro é genocida; veja vídeo

Policiais prendem homem por dizer que Bolsonaro é genocida; veja vídeo

Policiais de Trindade, no interior de Goiás, prenderam um professor por aplicar adesivo em seu carro em que está escrito que o presidente Jair Bolsonaro é “genocida”. Ao ser confrontado pelos agentes, o cidadão ratifica a afirmação.

Em um vídeo, um dos policiais usa como argumento para deter o homem a Lei de Segurança Nacional (LSN). “Caluniar ou difamar o presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação”, lê o agente durante a gravação, citando o artigo 26 da LSN.

O militar pede que o professor, também secretário estadual do PT, retire o adesivo, mas ele se recusa e segue atribuindo ao chefe do Executivo a palavra “genocida”.

O homem foi levado para a sede da Polícia Federal (PF) em Goiânia, onde prestou depoimento. Não se sabe se ele já foi liberado.

Confira os vídeos:

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS