Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Polícia vai analisar imagens da hora do acidente que matou modelo em Vitória

Polícia vai analisar imagens da hora do acidente que matou modelo em Vitória

A Polícia Civil vai analisar as imagens do sistema de videomonitoramento da Prefeitura de Vitória para investigar o que aconteceu no momento do acidente que matou uma modelo na noite da última sexta-feira (15) em Vitória.

Luísa Lopes, de 24 anos, andava de bicicleta quando foi atropelada na Avenida Dante Michelini, na altura do bairro Jardim da Penha, em Vitória e morreu no local. A motorista Adriana Felisberto Pereira, de 33 anos, que dirigia o veículo envolvido no atropelamento, chegou a ser levada para o presídio, mas foi liberada após pagar fiança de R$ 3.000.

Luísa Lopes, de 24 anos, morreu após ser atropelada em Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (Semsu) informou que a Polícia Civil fez a solicitação das imagens na manhã desta segunda-feira (18). Segundo a prefeitura, a perícia já esteve na Central Integrada de Operações e Monitoramento para ter acesso a todas as imagens que colaborem com o trabalho de apuração.

Inicialmente, a Polícia Civil chegou a dizer que, durante oitivas, os policiais militares que atenderam a ocorrência disseram ter procurado a Prefeitura de Vitória, mas teriam sido informados de que a colisão não podia ser vista nas imagens da câmera do local.

Com o acesso ao material, a Polícia Civil vai apurar se de fato as imagens mostram o acidente. O caso seguiu para investigação da Delegacia de Delitos de Trânsito (DDT).

Segundo carro envolvido

De acordo com a Polícia Civil, os policiais militares informaram que pessoas que estavam no local relataram que um outro veículo teria colidido contra a ciclista, que acabou sendo arremessada contra o automóvel dirigido pela motorista, que havia sido levada para a delegacia.

“Dessa forma, o delegado plantonista entendeu que não era possível formar convicção acerca de todas as circunstâncias do acidente em questão”, informou a Polícia Civil em nota.
Modelo morreu após ser atropelada por motorista enquanto andava de bicicleta em Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Modelo morreu após ser atropelada por motorista enquanto andava de bicicleta em Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A motorista Adriana Felisberto Pereira se negou a fazer o teste de bafômetro. Mesmo assim foi autuada em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante, com base nos depoimentos dos militares que atenderam a ocorrência. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito (DDT).

Ao g1, a defesa da motorista não negou o envolvimento dela no acidente, mas, segundo o advogado, até o momento não há provas de que a cliente foi a causadora do atropelamento.

“No momento da prisão não conseguiram afirmar que ela foi a causadora do acidente e isso vai ser apurado”, falou Jamilson Monteiro Santos, advogado de Adriana.
Adriana Felisberto Pereira, de 33 anos, motorista envolvida no atropelamento da modelo Luísa Lopes — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Adriana Felisberto Pereira, de 33 anos, motorista envolvida no atropelamento da modelo Luísa Lopes — Foto: Reprodução/TV Gazeta

OUTRAS NOTÍCIAS