Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Polícia Civil adia reconstituição da morte do garoto João Pedro no Rio

Polícia Civil adia reconstituição da morte do garoto João Pedro no Rio

A reconstituição da operação policial que terminou com a morte do menino João Pedro Mattos, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, prevista para esta terça-feira, 9, foi adiada pela Polícia Civil.

De acordo com a corporação, o adiamento se deu após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir pela suspensão das ações policiais em comunidades fluminenses até o fim da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus).

O adolescente João Pedro, de 14 anos, estava dentro de casa quando foi baleado na cabeça durante uma operação conjunta entre a Polícia Federal (PF) e a Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil, no complexo do Salgueiro, no dia 17 de maio.

OUTRAS NOTÍCIAS