Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

PF deflagra operação para investigar desvios na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste

PF deflagra operação para investigar desvios na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação que investiga supostos desvios de dinheiro público na compra de 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste. A ação, batizada de Cianose, acontece na manhã desta terça-feira (26) e conta com apoio da  Controladoria Geral da União (CGU) na Bahia, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro.

São alvos de 14 mandados de busca e apreensão empresários, laranjas e lobistas envolvidos no suposto esquema. Não há mandados contra governadores na operação. A investigação mira um contrato, que pagou de forma antecipada R$ 49 milhões para Hempcare Pharma Representações Ltda., na compra de respiradores nunca entregues.

Ainda segundo a PF, os investigados podem responder pelos crimes de estelionato em detrimento de entidade pública, dispensa de licitação sem observância das formalidades legais e lavagem de dinheiro.

O caso tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) porque o governador da Bahia, Rui Costa (PT), na época presidente do consórcio, deuautorização à aquisição dos aparelhos que nunca foram entregues. O petista já negou irregularidades na compra. 

Uma operação chegou a ser deflagrada em 2020 pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), mas o caso foi enviado ao STJ após indícios da participação do chefe do Executivo Estadual baiano.

OUTRAS NOTÍCIAS