Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Pesquisas mostram que Lula venceria em qualquer cenário; Bolsonaro perde no segundo turno

Pesquisas mostram que Lula venceria em qualquer cenário; Bolsonaro perde no segundo turno

O levantamento foi feito presencialmente entre os dias 2 e 5 de dezembro, com 2.037 entrevistas em 120 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, e a margem de erro, de 2 pontos percentuais, para cima ou para baixo. O estudo que vem monitorando a avaliação do governo desde julho foi feito pela Quaest.

Reprovação do governo recua

A reprovação ao governo Bolsonaro caiu de 56%, em novembro, para 50%, neste mês. Esta foi a primeira queda desde julho, quando o índice era de 45%. A aprovação oscilou de 19%, no último mês, para 21% desta vez.

Na contramão do cenário nacional, porém, o Nordeste foi a única região que registrou aumento na reprovação ao governo. Oscilou de 60% em novembro para 61%, neste mês. A aprovação entre os nordestinos também oscilou negativamente: de 16% para 14% no mesmo período.

A região em que o governo Bolsonaro mais avançou foi o Sul do Brasil. Lá, sua reprovação saiu de 54%, no último mês, para 40%, em dezembro. A aprovação aumentou sete pontos percentuais: de 19% para 26%, no mesmo período.

A principal deficiência do governo, segundo a pesquisa, está no combate à inflação, já que 70% dos entrevistados avaliam negativamente a postura de Bolsonaro sobre o assunto. Além disso, 41% veem a Economia como o principal problema do país. Em novembro, porém, esse índice era de 48%.

Dentre os fatores econômicos, 18% veem o desemprego como o pior item, seguido pelo crescimento econômico (14%) e pela inflação (9%).

Fonte: IG

OUTRAS NOTÍCIAS