Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Pelé reivindica posto de ‘maior artilheiro do futebol’

Pelé reivindica posto de ‘maior artilheiro do futebol’

Nesta segunda-feira, 4, o ‘Rei do Futebol’ reivindicou a coroa de maior artilheiro da história do esporte, após ter sido ‘superado’ pelo português Cristiano Ronaldo. Na descrição do seu perfil nas redes sociais, Pelé citou os mais de 1.200 gols que teria feito durante o período em que esteve em atividade, entre 1956 e 1977.

“Maior artilheiro de todos os tempos (1.283)”, escreveu o eterno ‘camisa 10’ do Santos Futebol Clube e tricampeão mundial com a Seleção Brasileira, nas Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970.

A atualização no perfil do brasileiro acontece justamente no momento em que se inicia a discussão a respeito do jogador que mais vezes balançou as redes na história do futebol mundial. No último domingo, após marcar duas vezes contra a Udinese, Cristiano Ronaldo teria chegado ao gol de número 758 (em 1.035 partidas), podendo ter ultrapassado Pelé.

A divergência de informação na contagem dos gols se dá pelo fato de que, antigamente, o calendário futebolístico não era tão preenchido de competições oficiais como o atual, havendo a presença de muitos amistosos que possuíam uma importância diferente do que se considera atualmente. Assim, mesmo tendo balançado as redes por mais de mil vezes, o ‘Rei do Futebol’ teria marcado 762 ou 757 gols (em 815 partidas) em competições, a depender da contagem.

Por conta do critério adotado, Pelé não possui os gols feitos nos vários amistosos em que participou com a camisa do Santos, Cosmos-EUA e Seleção Brasileira como validados pela FIFA. As vezes em que balançou as redes pelo selecionado Paulista e Militar (10 gols pelas duas, no total) também foram desconsideradas da contagem.

Apesar da confusão envolvendo os gols, segundo a contagem oficial, Pelé e Cristiano Ronaldo ainda não estariam nas duas primeiras posições do ranking. Isso porque, o austríaco Josef Bican (805 gols) e o brasileiro Romário (772 gols) apareceriam na frente da dupla.

Gols pelo mesmo clube

No final de dezembro, o próprio Santos teria se manifestado publicamente contestando a contagem realizada. Na ocasião, Lionel Messi teria superado Pelé no número de gols por um único clube, com 644 tentos pelo Barcelona contra 633 do Rei no Alvinegro praiano.

Em contagem feita pela ESPN, o ‘camisa 10’ teria tido 449 gols ignorados enquanto defendia o Peixe. O principal motivo estaria nas inúmeras excursões realizadas pelo time paulista, situação que resultou na anulação de tentos obtidos contra diversos clubes ao redor do mundo.

Informação – A Tarde

OUTRAS NOTÍCIAS