Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Oficina de Teatro do Arte de Viver encena peça sobre conflitos familiares

Oficina de Teatro do Arte de Viver encena peça sobre conflitos familiares

27102017091512

Uma alusão, com boa dose de ironia, às “famílias perfeitas” retratadas nas propagandas de margarina, é o que propõe a peça montada pelos alunos do Programa Arte de Viver – oferecido à comunidade pela Fundação Cultural Egberto Costa – e que foi exibida nesta quinta-feira, 25, no Teatro Angela Oliveira, no Centro de Cultura Maestro Miro. O público era formado de usuários do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)  de Humildes.

DSCN8383

O espetáculo é escrito pelos alunos da Oficina de Teatro Adolescente, sob orientação e direção do professor Heber Fontes. A peça é assim denominada para chamar a atenção para algo “que a gente sabe que não existe”, diz Fontes. “E aqui a gente fala sobre os conflitos de uma família de verdade”, assinala. Segundo ele, a apresentação do trabalho ao público, como está sendo proposto pela Fundação, é um “momento para promover acesso à cultura e ao teatro”.

O programa Arte de Viver é um projeto cultural promovido no Maestro Miro pela Fundação Egberto Costa desde 2001 que oferece à população feirense oficinas nas mais diversas áreas artísticas/culturais.

DSCN8406

A primeira visita de uma adolescente ao teatro

Pauline Araújo, 17, visitou o Teatro Ângela Oliveira, na tarde de quarta-feira, 25, para assistir a peça “Família de Má-rgarina”. Esta foi a primeira vez que a jovem  esteve num teatro. O palco, as cortinas e a platéia formavam um ambiente novo para ela.

“Eu estou muito feliz! Me deu vontade de participar das atividades daqui. O espaço é legal, a peça foi bem feita. Hoje eu saio daqui feliz”, disse a jovem que assistiu ao espetáculo acompanhada pela família.

Pauline e seus familiares participam das atividades do CRAS de Humildes há cinco anos e, acompanhados de cerca de 50 frequentadores do Centro, compareceram a esta apresentação em Feira de Santana.

DSCN8371

Personagem

“Quando a gente sobe no palco e apresenta para um público diferente, isso não tem preço. A minha primeira experiência com teatro foi aqui no Maestro Miro e o que eu vivi aqui é inesquecível”. Gisele Portela, aluna da Oficina de Teatro e integrante do espetáculo

Fotos | João França

OUTRAS NOTÍCIAS