Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

“O prefeito fez estelionato político, ao prometer e não cumprir”, diz Fernando Torres sobre o Prefeito Colbert em resposta a vídeo publicado pela prefeitura

“O prefeito fez estelionato político, ao prometer e não cumprir”, diz Fernando Torres sobre o Prefeito Colbert em resposta a vídeo publicado pela prefeitura

Após a publicação na segunda-feira (10) de um vídeo nas redes sociais, em que o prefeito Colbert Martins Filho (MDB), investigado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das cestas básicas, dá várias declarações sobre o seu posicionamento diante das acusações, o presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador Fernando Torres (PSD), utilizou a tribuna da Casa da Cidadania nesta terça-feira (11) para responder ao gestor.

“O prefeito fez estelionato político, ao prometer e não cumprir”. Foi a acusação direcionada a Colbert Filho partida do vereador. Fernando afirmou que Colbert assumiu compromissos. “O prefeito disse que se eleito fosse iria pegar os currículos, sim. Fez promessa sim. Mas o nome disso é estelionato. O nome disso é mentira. Antes da eleição tem político que é de uma forma. Depois, se transforma”, alfinetou.”.

O vereador explicou que em sua campanha, não utilizou de ‘mentiras políticas’  para conseguir votos, e citou que o prefeito Colbert Martins teria ligado para um eleitor, prometendo um cargo na prefeitura.

“Eu, Fernando Torres, nunca prometi a nenhum amigo emprego em determinado local, apesar que tenho amigos da política como o Senador Otto Alencar que eu poderia pedir, tem o Governador Rui Costa, tem o Deputado Zé Neto, vários amigos que eu poderia ir lá e bater na porta deles pedindo emprego, mas eu nunca fiz nenhum tipo de campanha, prometendo cargo a A,B ou C. Passou o primeiro turno, o prefeito com medo de perder, fez uma promessa ao meu eleitor que eu tenho gravado em reunião. Ele [Colbert] prometeu que iria empregar alguns nomes. Agora se a consciência dele está doendo, o problema é dele”.

Fernando ainda criticou a postura do prefeito diante das promessas eleitorais e disse que não está fazendo chantagem com as acusações, já que ele (Fernando) não precisou enganar os eleitores.

“Gostaria de mandar um recado para o prefeito através da imprensa e de alguns vereadores, e dizer que pelo menos o grupo dos 10 vereadores, ninguém está extorquindo prefeito algum, ninguém está exigindo nada de anormal diante da república, ninguém está colocando o prefeito em situação que não é correta. Tivemos várias reuniões com o prefeito após a eleição, acho que nove vereadores que estavam conosco são testemunhas. Eu fui claro com o prefeito que não quero um emprego por indicação nossa, não pedi um emprego, agora claro, que têm alguns políticos que são acostumados a fazer o estelionato eleitoral”.

“Se não quer cumprir com os eleitores enganados nas eleições, é problema dele. Nós, vereadores, falamos, cobramos. Ele se esquece. Lembramos das promessas. Colbert não lembra da reunião com 400 pessoas no restaurante Quilogrill? Algum de nós está fazendo chantagem? Isso é chantagem? Ele promete e nos lembramos, aí é chantagem. Nossa eleição já tinha passado. Quem tinha que ganhar a eleição era ele. As promessas vieram. Lembro de Davi Neto, candidato, que prometeram a Vigilância Sanitária a ele. Quem comete o estelionato eleitoral é ele. Não jogue a culpa em nós. Quando me procuram sobre emprego, mando ir com uma marreta à prefeitura para abrir, pois só vive fechada. Cadê Magno (Felzemburgo), que está desempregado até hoje? O nome disso é estelionato. Não é quem dá cheque sem fundos, não. É quem mente, engana”, concluiu.

OUTRAS NOTÍCIAS