Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Número de mulheres presas sobe mais de 500% desde o início do século no Brasil

Número de mulheres presas sobe mais de 500% desde o início do século no Brasil

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.kJfRmg2mcJ

O número de mulheres presas no Brasil aumentou 567,4% entre 2000 e 2014, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Justiça. De acordo com a Agência Brasil, no mesmo período, o número de homens presos cresceu 220,20%.

A pesquisa levantou dados de 1.424 unidades prisionais do sistema penitenciário estadual e federal no mês de junho de 2014. Ainda assim o número de homens nas prisões do país é muito superior. De um total de 579.781 pessoas, 37.380 são mulheres.

O estudo também apontou que o sistema penitenciário brasileiro é o quinto em número absoluto de mulheres no mundo, atrás dos Estados Unidos (205.400 detentas), da China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).

Os dados do Ministério da Justiça também apontam que 50% da população feminina tem entre 18 e 29 anos. Na comparação com os homens, elas apresentam condição de escolaridade melhor. “Apenas 4% das mulheres encarceradas são analfabetas, contra 5% dos homens; 11% concluíram o ensino médio, contra 7% dos homens”, afirma o relatório.

OUTRAS NOTÍCIAS