Nike proíbe personalização de camisas da Seleção com nomes de presidenciáveis

camisa-brasil-copa-3

A Nike, empresa esportiva que fornece material para a Seleção Brasileira, proibiu a personalização das novas camisas do Brasil com nomes dos presidenciáveis Lula (PT), Bolsonaro (PL), Simone Tebet (MDB) e Ciro Gomes (PDT).

O anúncio da proibição foi feito em lançamento do novo material, feito ontem (8). A empresa afirma que o uso político da amarelinha, que tem feito parte de manifestações de grupos como o da ala bolsonarista, parece não ser o foco da instituição.

O site da Nike não coloca entre as opções de nomes para a personalização da camisa o do ex-presidente Lula, do atual chefe do Executivo, Bolsonaro, e dos demais candidatos Ciro Gomes e Simone Tebet.

“[A empresa] não permite customizações com palavras que possam conter qualquer cunho religioso, político, racista ou mesmo palavrões. Este sistema é atualizado periodicamente visando cobrir o maior número de palavras possíveis que se encaixem nesta regra”, diz nota da Nike ao portal Metrópoles.

Fonte: Bnews

 

OUTRAS NOTÍCIAS