Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Navio laboratório da fundação francesa Tara Océan aporta em Salvador; entrada gratuita

Navio laboratório da fundação francesa Tara Océan aporta em Salvador; entrada gratuita

No próximo domingo, dia10 de outubro, chega a Salvador o navio laboratório Tara, da fundação francesa Tara Océan. Durante os quatro dias em que a embarcação ficará ancorada na Marina, na região do Comércio, eventos, oficinas e exposições serão organizados em diferentes espaços da cidade.

A missão da Tara Océan faz parte do programa internacional de pesquisa AtlantECO, que conta com 36 institutos parceiros de 13 países, incluindo o Brasil. O objetivo desta missão é estudar o microbioma oceânico e suas interações com o clima, bem como o impacto da poluição nos oceanos.

Alguns dos cientistas a bordo da escuna são brasileiros, vinculados a cinco universidades do país: a Universidade Federal da Bahia (Ufba), a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade de Federal de São Carlos (UFSCAR), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade Federal do Rio Grande (FURG). “A mensagem do TARA por onde passa tem o intuito de ressaltar a importância de preservar os oceanos, a vida marinha e os microrganismos que fazem parte do seu ecossistema. O mar é tão importante quanto as florestas”, alerta o Diretor de Relações Internacionais da Fundação TARA, André Abreu.

Os microrganismos marinhos desempenham papel essencial para o clima e para a vida no planeta, sendo responsáveis por mais de dois terços da biomassa marinha. Eles são a base de uma imensa cadeia alimentar que sustenta uma grande parte da população mundial. Além de regular a temperatura da terra e desempenhar um papel fundamental na nutrição dos ecossistemas, estes organismos marinhos são verdadeiras fábricas de serviços ecológicos e econômicos, produzindo oxigênio e capturando emissões de carbono geradas pelas atividades humanas.

Foto: Maeva Bard

Expedição microbioma

Durante quase dois anos, o navio laboratório Tara percorrerá 70.000 quilômetros no Atlântico Sul, ao longo das costas da América do Sul e da África, até a Antártida. No Brasil, a expedição já passou pelo rio Amazonas e fez escala em Belém. De Salvador, partirá com destino ao Rio de Janeiro.

Em cada parada, a Fundação Tara, em parceria com a Embaixada da França no Brasil e a rede de Alianças Francesas, prepara exposições, oficinas e conferências em espaços públicos, assim como visitas à escuna que, por enquanto, seguem virtuais devido a limitações impostas pela pandemia. Essas atividades são gratuitas e acontecem com inscrição prévia.

Em função da pandemia do Coronavírus, as atividades na capital baiana acontecerão perto da Marina, no espaço HUB Salvador, com público limitado e orientado a seguir todos os protocolos sanitários. A programação inclui apresentação virtual da embarcação em português, exposição de microrganismos com possibilidade de analisá-los através de microscópios digitais e atividades lúdicas, como jogos, além da exibição de filmes.

Entre as atrações da escala em Salvador estão a exposição “Plástico no mar: as soluções estão em terra”, na Aliança Francesa de Salvador, com ilustrações e infográficos sobre os problemas causados pela poluição plástica e as soluções para limitar seu impacto. Outra exposição discute a vida útil dos produtos feitos de plástico.

“Matérias plásticas: vidas selvagens”, organizada pelo IRD, instituto francês de pesquisa para o desenvolvimento, fica em cartaz no Museu Náutico do Farol da Barra até dezembro. Essa exposição, organizada em torno de 20 painéis – em português, francês e inglês – traça a trajetória de produtos plásticos provenientes do Vietnã, desde seus locais de produção e consumo até a acumulação de resíduos nos mares. Essa iniciativa faz parte do projeto FrancEcolab Brasil, que visa fortalecer a responsabilidade ambiental entre jovens brasileiros.

O ponto alto da programação acontecerá no feriado, dia 12 de outubro, com um evento cultural organizado também no Museu Náutico do Farol da Barra: “Nosso Oceano Atlântico” que abordará a ligação oceânica e cultural entre o Brasil e a África. As apresentações fazem uma integração do oceano Atlântico com a cultura afrodescendente de Salvador. O artista plástico Menelaw Sete fará uma homenagem aos pequenos com participação de 30 crianças de um projeto social coordenado por ele. “Vamos realizar um evento que valorize esse oceano comum a África e ao Brasil, um só ecossistema, tão rico e ainda tão pouco conhecido”, promete o carioca André Abreu, que há dez anos integra a Fundação TARA.

Autoridades francesas e brasileiras darão as boas-vindas à escuna Tara durante sua passagem por Salvador, em um evento de reconhecimento à sólida cooperação científica entre os dois países. E enquanto a missão Tara se despede das águas baianas, no dia 14 de outubro, Salvador se junta a cidades do mundo todo em um evento que celebra a gastronomia responsável e sustentável. É o festival Goût de France que esse ano faz uma reflexão sobre a gastronomia consciente que valoriza o meio ambiente, os produtores rurais locais e as cadeias curtas de consumo.

Sobre a Fundação Tara Océan:

Com 18 anos de atuação, a Fundação Tara Océan é a primeira fundação de utilidade pública reconhecida e dedicada ao oceano na França. Tem duas missões principais: explorar o oceano para melhor compreendê-lo e partilhar conhecimentos científicos sobre a vida marinha com objetivo de criar maior consciência cidadã e coletiva.

Sobre a Embaixada da França no Brasil e sua proatividade em defesa do meio ambiente:

Além da parceria com a Fundação Tara Océan, a Embaixada da França desenvolve outros projetos de apoio à pesquisa e à proteção do meio ambiente, entre eles:

FrancEcolab – um projeto dinâmico e inovador que visa sensibilizar escolas e jovens para a defesa do meio ambiente, com um foco especial este ano sobre a poluição do oceano e dos rios. Em 2021, cerca de cinquenta escolas de todo o Brasil participaram do FranEcolab e 655 jovens fazem parte do projeto de formação de jovens defensoras e defensores do oceano e dos rios.

Amazonix – uma parceria entre Institutos franceses, como IRD e Ifremer, e várias universidades brasileiras em torno de um projeto de cooperação para estudar a influência do rio Amazonas no ecossistema marinho e analisar a poluição que afeta esta região.

O programa da escala do TARA em Salvador:
Segunda-feira (11/10) e Terça-feira (12/10):
Visita pública das 9h às 11h / 14h às 16h
https://www.weezevent.com/tara-tara-esta-em-salavdor-de-bahia

Terça-feira (12/10):
Evento das 15h às 18h

15h – Atividade de coleta de lixo plástico na praia do Farol da Barra e diálogo com especialistas sobre a questão do plástico no mar. Aberto a todos

16h – Performance do artista Menelaw com 30 crianças.

17h – Conferência “Nosso Oceano Atlântico” no Forte Santo Antônio da Barra

Link de inscrição para a conferência:
https://www.weezevent.com/tara-esta-chegando-em-salvador-evento-cultural-e-ambiental

Quarta-feira (13/10):

19.30PM Curtas-metragens / Troca com a equipe e cientistas da Missão Tara / Exibição do filme Planet Ocean, de Yann Arthus-Bertrand e Michaël Pitiot
https://www.weezevent.com/film-debate-a-fundacao-tara-ocean-descobrindo-os-povos-invisiveis-do-oceano

Exposições:
De 21 de setembro a 7 de novembro:

A exposição “Plástico no mar: as soluções estão em terra”, na Aliança Francesa de Salvador, com ilustrações e infográficos sobre os problemas causados pela poluição plástica e soluções para limitar seu impacto.

De 24 de setembro a 05 de dezembro:
Exposição IRD “Matérias plásticas: vidas selvagens”, no Museu Náutico da Bahia – Forte de Santo Antônio da Barra, entrada gratuita, de segunda a domingo sempre das 10h às 18h

Serviço:
 

O quê? Navio Laboratório TARA.

Quem? Iniciativa da fundação francesa Tara Océan .

Quando? Estará atracado na Marina de 10 a 14 de outubro (a visitação acontecerá nos dias 11 e 12 de outubro)

Como? Acesso com inscrições prévias através do
(https://www.weezevent.com/tara-tara-esta-em-salavdor-de-bahia)

Quanto? Gratuito
(07.10.2021)

OUTRAS NOTÍCIAS