“Não me arrependo”, diz Sara Winter em vídeo ao sair da prisão

“Não me arrependo”, diz Sara Winter em vídeo ao sair da prisão

A bolsonarista Sara Winter, 28 anos, divulgou um vídeo na madrugada desta quinta-feira (25/06) após deixar a Penitenciária Feminina do Distrito Federal, onde ficou presa por 10 dias. Na gravação, a ativista afirma que ainda não sabe o motivo que a levou para cadeia. Afirma que foi “presa política” e que não se arrepende de “lutar pelo Brasil”.

Líder do grupo extremista 300 do Brasil, Sara passou a usar tornozeleira eletrônica para sair da prisão.

“Boa noite, Sara Winter. O que sobrou da Sara e o que está renascendo da Sara. Foram 10 dias baixo uma prisão arbitrária que até agora não sei o motivo. Hoje, uma pessoa, enquanto eu colocava a tornozeleira eletrônica, me perguntou: Sara você se arrepende? Não, eu não me arrependo. Pelo meu país, eu faria o necessário”, disse a jovem aos seguidores no Twitter.

Ela afirma que ainda está abalada, mas “luta por um país justo e soberano”. Sabem citou pelo que teria passado na prisão. “Foram dias muito horríveis. A pior coisa é você ser apoiador do presidente Bolsonaro em um presídio. Você escuta ameaças horríveis contra você e contra seus familiares”, denunciou.

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS