Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Município é questionado, em requerimento na Câmara, sobre quantidade de ônibus que operam no transporte público

Município é questionado, em requerimento na Câmara, sobre quantidade de ônibus que operam no transporte público
Qual a quantidade de ônibus operando, efetivamente, no transporte coletivo em Feira de Santana, bem como a relação dos bairros e também dos distritos que estão sendo atendidos pela frota? Essas questões fazem parte de um requerimento em tramitação na Câmara Municipal, que consta da pauta das sessões legislativas desta semana. Autor da proposição, o vereador Edvaldo Lima (MDB) espera que o Poder Executivo “venha a esta Casa”, esclarecer às dúvidas da população sobre a prestação do serviço. Ainda no tocante Ele também pergunta, no tocante à zona rural, quais os horários de início de circulação dos veículos nas sedes distritais e seus povoados, bem como o tempo de intervalo entre um ônibus e outro.
Nesta segunda-feira (21), o secretário de Transportes e Trânsito do Município, Saulo Figueiredo, deu fortes declarações sobre desobediência, da parte das empresas Rosa e São João, que operam o transporte coletivo em Feira. Em entrevista ao programa de rádio “Acorda Cidade”, ele disse que “rodam como querem” e apenas visam o “filé” dos horários de circulação de passageiros. No fim de semana, a Rosa teria, segundo a própria Prefeitura, retirado de frota 25 ônibus, sem qualquer justificativa ou comunicado à Secretaria.
Informações: ASCOM

OUTRAS NOTÍCIAS