Mulher de empresário executado na porta de um bar na Fraga Maia presta depoimento de 3 horas

whatsapp-image-2023-03-12-at-19.57.19-2-1-1

A esposa do empresário Marcos Edilho Pereira Marinho, de 39 anos, executado com vários tiros em frente a um restaurante na avenida Fraga Maia, conjunto Feira V, em Feira de Santana, na tarde de domingo (12), foi ouvida novamente pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (13). Ela tinha conversado rapidamente com a polícia no dia do crime, mas foi necessário um novo depoimento.

 

Em conversa de três horas com o delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Dilmara Peixinho, 26 anos, contou que estava próximo de Marcos Marinho, quando ele foi atingido pelos disparos, mas não conseguiu passar maiores informações sobre os criminosos, pois eles estavam portando luvas e mascarados.

Em entrevista após o depoimento, o delegado Faro informou que a polícia busca coletar o maior número possível de informações nas proximidades do local do crime e várias hipóteses estão sendo analisadas pela DHPP. 

OLÁBAHIA

OUTRAS NOTÍCIAS