Mulher acusa seguranças do SAC de importunação sexual em Feira Santana

IMG-20230828-WA0307

Na manhã desta segunda feira, 28, a jovem Taises Gleizes Ferreira de Jesus, 35 anos, esteve no Complexo Policial e registrou queixa contra dois seguranças do SAC módulo Rodoviária em Feira de Santana alegando que sofreu importunação sexual por parte dos homens.

Segundo a cabeleireira, ela esteve no local para tentar um atendimento quando toda situação ocorreu, deixando a moça desesperada.

“Eu não tinha agendado o atendimento e estava tranquila caso tivesse que ser atendida em outro momento. Enquanto aguardava me chamarem para que eu pudesse solicitar informações, percebi olhares maliciosos desses rapazes e logo imaginei que ele me conhecia de algum”, contou Taise.

De acordo com a mulher, ao questionar os homens se a conheciam, a resposta foi “não te conheço gostosa”.

“Minha reação foi dá um tapa na cara deles! Eu sou mãe de um garoto de sete anos e nunca imaginei passar por esse tipo de situação. Até quando isso?”, disse aos prantos, Taise.

Taise falou ainda que após ouvir a frase, eles continuaram a importunando sexualmente.

“Pedi que afastasse e mesmo assim eles continuaram. Por isso tive a reação da agressão pois, estava desesperada”, contou.

Para Taise, a situação parecia favorável para o segurança pois, as câmeras do local não possui sistema de áudio e as supostas testemunhas eram colegas de trabalho dos homens.

“Eu sei o que passei! Eu preciso ser ouvida pois, as pessoas não levam a sério o caso de importunação sexual e o que nós mulheres sentimos. Só falam quando estão mortas!”, lamentou.

O advogado da suposta vítima, Bender Nascimento, informou que o caso foi levado para Delegacia da Mulher (DEAM) e a delegada não deu flagrante aos funcionários pois, iria apurar o caso.

Ligamos para Delegacia da Mulher( DEAM) e a delegada titular concederá entrevista nesta terça feira, 29,  para esclarecer a situação.

Tentamos ouvir a versão dos seguranças que estavam no Complexo Policial mas, preferiram não gravar entrevista.
Pedimos uma nota para empresa de segurança Java que presta serviços  ao SAC e até o momento não obtivemos retorno.

Entramos em contato SAC e o órgão enviou uma nota

Leia na integra:

Nota de esclarecimento

Sobre uma denúncia de importunação sexual prestada por uma cidadã contra um vigilante no SAC Feira II, a Secretaria da Administração (Saeb) esclarece que não compactua com quaisquer formas de violência e que preza pelo bom atendimento aos usuários da Rede SAC, promovendo capacitações constantes como parte do seu Modelo de Atendimento. Diante da reclamação, a administração do SAC Feira II acionou a Polícia Militar e o caso está registrado em delegacia de polícia, estando a Saeb à disposição da justiça para a apuração do caso. Vale ressaltar que depoimentos coletados até o momento apontam divergência no relato, indicando agressão contra o vigilante.

O espaço segue aberto para atualização da matéria.

Redação

OUTRAS NOTÍCIAS