Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

MPF vai investigar Michelle Bolsonaro por atuação na Caixa para beneficiar empresários próximos

MPF vai investigar Michelle Bolsonaro por atuação na Caixa para beneficiar empresários próximos

A Procuradoria da República no Distrito Federal, subordinada ao Ministério Público Federal (MPF), vai investigar a atuação da primeira-dama Michelle Bolsonaro junto à Caixa Econômica Federal com a finalidade de liberar empréstimos para empresários de Brasília que são próximos da família presidencial. As informações são da revista Crusoé, que revelou o caso.

Segundo a Procuradoria, a investigação sobre a atuação da primeira-dama junto à Caixa acontecerá dentro de um procedimento já aberto para investigar o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, por suposta pressão política sobre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). No fim do mês passado, a Caixa ameaçou deixar a federação em razão de uma nota que a entidade pretendia emitir condenando os ataques de Jair Bolsonaro (sem partido) aos demais poderes da República.

A investigação é conduzida pelo procurador Anselmo Henrique Cordeiro. Foi ele quem decidiu incluir o caso revelado por Crusoé no mesmo procedimento.

O caso

De acordo com os documentos obtidos pela revista Crusoé, Michelle Bolsonaro fez o pedido diretamente ao presidente da Caixa e depois enviou ao banco uma lista com nomes de empresas que deveriam ser contempladas.

Esses empresários próximo à família Bolsonaro foram contemplados por meio do Pronampe, um programa emergencial que prometia distribuir alguns bilhões de reais a juros baixos e em condições facilitadas como forma de ajudar os empresários a enfrentar a pandemia sem ter que demitir funcionários ou mesmo fechar definitivamente as portas.

O gabinete de Michelle chegou a registrar as demandas por e-mail, ao mesmo tempo em que assessores da primeira-dama atuaram como despachantes para facilitar o processo.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS