Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Motorista por aplicativo na BA desiste da profissão e vende carro que trabalhava por causa do preço da gasolina: “Ficou inviável”

Motorista por aplicativo na BA desiste da profissão e vende carro que trabalhava por causa do preço da gasolina: “Ficou inviável”

O motorista por aplicativo Roberto Barcelos desistiu da profissão e vendeu carro que trabalhava há cinco anos em Salvador, por causa do preço da gasolina.

“Ficou inviável. As viagens que eu fazia há 23 anos, os valores são os mesmos, não aumentou nada. Então ficou em inviável trabalhar com aplicativo”, desabafou.

Roberto tomou a decisão de pegar o dinheiro que conseguiu com a venda do veículo e investir em outra área.

“Com a venda do carro eu vou pegar o dinheiro e vou fazer outra coisa na vida”, contou.

A média de preço da gasolina em Salvador varia de R$ 7,33 a R$ 7,99. Os motoristas aguardam a queda dos preços desde a última semana.

Na quarta-feira (9), a Acelen, empresa que controla a Refinaria de Mataripe, começou a avaliar o ICMS congelado. A expectativa era que com a redução do imposto, o preço final para o consumidor também caísse, mas isso ainda não aconteceu.

O Sindicato das Distribuidoras de Combustíveis diz que já passou a cobrar mais barato da Acelen e que a decisão dos reajustes nas bombas cabe a cada posto.

“Esses reajustes já chegaram nas distribuidoras e já passaram para os postos revendedores. Vale salientar que as variações desses preços, elas impactam nos estoques dessas empresas, sejam das distribuidoras, seja dos postos revendedores. Então o ‘time’ para essa mudança vai variar de acordo com a política comercial de cada ente desse”, disse o diretor financeiro do Sindicato das Distribuidoras de Combustíveis, Clécio Santana.

O Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniência do Estado da Bahia (Sindicombustíveis), responsável por representar os postos de gasolina, disse que o repasse depende de cada posto revendedor. Afirmou ainda que a pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), desta semana, deverá confirmar a redução do preço da gasolina no Estado.

Em algumas cidades do interior baiano o consumidor percebeu uma leve redução no preço da gasolina comum. — Foto: Reprodução/TV Bahia

Em algumas cidades do interior baiano o consumidor percebeu uma leve redução no preço da gasolina comum. — Foto: Reprodução/TV Bahia

Em algumas cidades do interior baiano o consumidor percebeu uma leve redução no preço da gasolina comum.

Em Juazeiro, na região norte, o combustível que estava sendo vendido a R$ 8,26 agora está saindo a R$ ,99 o litro.

A operadora de telemarketing Ana Letícia Orestino ficou feliz com a novidade.

“Fiquei até surpresa, porque eu não sabia. Fiquei feliz, vou precisar de um tanque e vai fazer toda diferença”, disse.

Em Itabuna, no sul do estado, o litro da gasolina comum que estava sendo vendido a R$ 8,14 agora está saindo a R$ 7,96.

“Todos os dias eu dependo da gasolina para trabalhar. O preço da gasolina foi lá para cima, não sei aonde a gente vai parar, não sei quem é o culpado, eu não posso repassar para o meu cliente, porque se não eles brigam e eu não sei o que fazer”, reclamou o autônomo Luiz Henrique Costa.

Em Barreiras, no oeste baiano, o preço da gasolina diminuiu na maioria dos postos. Chegou a custar R$ 7,80 e agora está sendo vendida, em média, por R$ 7,50.

Em Vitória da Conquista, no sudoeste, não houve redução no preço da gasolina. O combustível na cidade está sendo vendido em média a R$ 8 o litro.

Já em Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, o litro da gasolina chegou a ser vendido por R$ 8 e agora está a R$ ,23 em alguns postos.

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS