Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Morre mulher que teve 90% do corpo queimado quando cozinhava com álcool por não poder comprar gás de cozinha

Morre mulher que teve 90% do corpo queimado quando cozinhava com álcool por não poder comprar gás de cozinha

A mulher Geisa Sfanini, de 32 anos, morreu nesta segunda-feira (27) na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo (SP). Ela estava internada no local desde o último dia 2 quando teve 90% do corpo queimado após usar álcool combustível para cozinhar em Osasco (SP). As informações são do G1.

Geisa deixa um filho de 8 meses, Lucas Gabriel, que também sofreu queimaduras em 18% do corpo, mas se recuperou e está morando com o pai. De acordo com uma vizinha de Geisa, Mônica Teixeira de Oliveira, de 34 anos, a muher passava por dificuldades financeiras e estava sem dinheiro para comprar gás de cozinha.

“Como as coisas apertaram, algumas vezes ela se alimentava na minha casa, ou eu mandava comida para ela, leite para o neném. Ajudava em tudo. Ela era uma pessoa incrível, cheia de sonhos e muito vaidosa apesar das dificuldades”, disse Mônica ao G1.

Geisa recebia bolsa aluguel da Prefeitura de Osasco, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade social. Ela estava desempregada e sustentava a criança com cerca de R$ 375 que recebia do Programa Bolsa Família, do governo federal, além de bicos como vendedora de perfume.

Informações: IstoÉ

OUTRAS NOTÍCIAS