Moradores reclamam de infestação de caramujos no bairro Parque Ipê, em Feira de Santana

whatsapp-image-2021-07-13-at-15.59.30

Moradores do bairro Parque Ipê, em Feira de Santana, que fica a cerca de 100 km de Salvador, reclamam de uma infestação de caramujos Segundo eles, a situação existe há anos e piora no inverno, já que as baixas temperaturas favorecem o aparecimento dos moluscos.

A situação gera transtornos para quem vive na Rua Jandaia. Na calçada de um terreno, os moluscos se reproduzem e é possível ver animais vivos e mortos.

“O que pedimos é que uma providência eficaz seja tomada e que o problema seja resolvido. Como está, não pode ficar”, reclama o morador Francisco Teixeira.

Os caramujos transmitem doenças, que podem causar óbitos. Por isso, a presença deles oferece risco não só para as pessoas, mas também para os animais que vivem na região. Além disso, a casca que o caramujo se solta quando ele morre e pode servir de criadouro para o Aedes Aegypti, mosquito que causa dengue, zika e chikungunya, conforme explica a bióloga Manuela Miranda.

“Após a morte desse molusco, a concha fica lá e nesse tempo mais úmido, a chuva vai caindo ali e acumulando água parada para o mosquito reproduzir”.

A reportagem da TV Subaé, afiliada da TV Bahia, esteve no local no mês de junho. Em seguida, a prefeitura de Feira de Santana chegou a enviar uma equipe ao local mas nada foi feito, segundo os moradores.

“Teve uma equipe do meio ambiente aqui, sim, dizendo que ia tomar as medidas necessárias, mas já tem essa quantidade de dias e até o presente momento nada foi feito”, diz Francisco.

A prefeitura de Feira de Santana foi procurada pela reportagem do G1, que aguarda posicionamento.

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS