Ministro da Saúde cubano acompanha trabalho de conterrâneos no nordeste da Bahia

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.l8T-3MjgKT

 

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.l8T-3MjgKT

O ministro de saúde de Cuba, Roberto Ojeda, esteve nesta quarta-feira (13) nas cidades de Adustina e Sítio do Quinto, no nordeste baiano, para acompanhar o trabalho de médicos cubanos que atuam nos locais através do programa Mais Médicos.

 Nas duas cidades, atuam cinco profissionais do país caribenho (três em Adustina e dois em Sítio do Quinto), os primeiro chegaram em setembro, na primeira fase do programa e o último médico desembarcou em Sítio do Quinto em outubro.

 Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), a visita não estava prevista pelo programa e cumpre determinações da agenda do gestor cubano, que seguiu depois para visitar outras unidades de saúde onde compatriotas dele atuam em Pernambuco. Na Bahia, já atendem pelo Mais Médicos 320 cubanos em 144 municípios e até o final do ano devem chegar mais 350 profissionais daquele país.

OUTRAS NOTÍCIAS