Ministro Alexandre de Moraes convida todos os presidenciáveis e Lula se recusa a visitar sala de totalização de votos

SAO BERNARDO DO CAMPO, BRAZIL - NOVEMBER 09: Luiz Inacio Lula da Silva, Brazil's former president, greets supporters outside of the Sindicato dos Metalurgicos do ABC on November 9, 2019 in Sao Bernardo do Campo, Brazil. Brazil accepted former President Luiz Inacio Lula da Silvas request for immediate release, according to the countrys top court Friday. The iconic leader of the Worker's Party was serving a 12-year sentence since 2018 on corruption charges. (Photo by Pedro Vilela/Getty Images)
SAO BERNARDO DO CAMPO, BRAZIL - NOVEMBER 09: Luiz Inacio Lula da Silva, Brazil's former president, greets supporters outside of the Sindicato dos Metalurgicos do ABC on November 9, 2019 in Sao Bernardo do Campo, Brazil. Brazil accepted former President Luiz Inacio Lula da Silvas request for immediate release, according to the countrys top court Friday. The iconic leader of the Worker's Party was serving a 12-year sentence since 2018 on corruption charges. (Photo by Pedro Vilela/Getty Images)

O ex-presidente Lula (PT) deve recusar o convite do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, para visitar a sala de totalização de votos, no prédio da Corte, em Brasília.

A visita ao espeço está programada para acontecer na próxima quarta-feira (28), a menos de quatro dias para as eleições. Moraes estendeu o convite para todos os presidenciáveis e este seria o último encontro entre os candidatos antes das eleições de domingo (01).

Tradicionalmente, a sala de totalização de votos fica aberta a partidos políticos, OAB, Polícia Federal, Ministério Público e outras entidades fiscalizadoras. No entanto, integrantes da campanha do petista, Lula não terá como comparecer, pois já estará no Rio de Janeiro se preparando para o debate da TV Globo, que ocorrerá na quinta-feira (29).

 

Fonte: bnews.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS