Ministério da Saúde registra primeira morte por varíola dos macacos

variola-dos-macacos-exame-imagem-ilustrativa-doença-mundo-monkeypox-9-600x400-1-1

O Ministério da Saúde confirmou, nesta sexta-feira (29/7), a primeira morte por varíola dos macacos no Brasil.

Ao Metrópoles o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Arnaldo Medeiros, informou que o óbito foi registrado na quinta-feira (28/7), em Uberlândia (MG). A vítima era um homem de 41 anos, com baixa imunidade. O secretário também pontuou que não há outros óbitos em investigação.

O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil registrou, até o momento, 1.066 casos da doença.

Com a escalada de casos em diversos estados brasileiros, a pasta inaugura, nesta sexta, um Centro de Operações de Emergência (COE) com objetivo de acompanhar o desenvolvimento da doença.

De acordo com a pasta, há casos confirmados em 16 unidades da Federação.

Veja quais são as localidades e quantos casos foram confirmados:

  • São Paulo (823)
  • Rio de Janeiro (124)
  • Minas Gerais (44)
  • Distrito Federal (15)
  • Paraná (21)
  • Goiás (13)
  • Bahia (5)
  • Ceará (4)
  • Rio Grande do Sul (3)
  • Rio Grande do Norte (2)
  • Espírito Santo (2)
  • Pernambuco (3)
  • Tocantins (1)
  • Acre (1)
  • Rio Grande do Sul (4)
  • Santa Catarina (4)

Nesta semana, a pasta começou a tratar, pela primeira vez, a doença como um surto. A expressão é utilizada na epidemiologia para identificar quantidades acima do normal de doenças contagiosas ou de ordem sanitária.

É o primeiro estágio de uma escala de evolução do contágio, que pode se transformar em epidemia, endemia e pandemia – caso da Covid-19.

O Ministério da Saúde ainda não havia utilizado o termo em notas enviadas à imprensa, somente em pareceres técnicos ao citar casos semelhantes de aumento da curva de contaminação registrados em outros países.

OUTRAS NOTÍCIAS