Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Ministério da Saúde recebeu 416 fake news pelo WhatsApp em um mês

Ministério da Saúde recebeu 416 fake news pelo WhatsApp em um mês

whatsapp (1)

Em um mês, o Ministério da Saúde recebeu 416 mensagens com notícias falsas sobre saúde. O órgão lançou em agosto o serviço “Saúde Sem Fake News”, que divulgou um número de WhatsApp para que as pessoas possam encaminhar notícias duvidosas sobre saúde.

Desde o lançamento do serviço, o número já recebeu 2.151 mensagens. Entre os boatos mais espalhados no aplicativo de mensagens estão notícias sobre proibição da vacinação contra o HPV pelo Ministério Público Federal, um câncer de olho causado pelo uso de smartphones, vírus HIV sendo injetado dentro de frutas e a presença de uma bactéria no feijão que pode ser combatida com vinagre. Todas são falsas.

A preocupação do Ministério é que esse tipo de notícia possa causar problemas graves de saúde para a população, caso seja creditada como verdadeira.

“Dizer que um chá cura diabetes pode fazer uma pessoa largar o tratamento prescrito pelo médico e ter sequelas da doença, por exemplo”, explica Gabriela Rocha, coordenadora de redes sociais do Ministério da Saúde. “Espalhar que vacina faz mal pode causar surtos de doenças que já foram eliminadas no Brasil, porque as pessoas não acreditam mais na importância e na segurança da vacinação, é isso o que nos preocupa.”

OUTRAS NOTÍCIAS