Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Militares vão ser capacitados para atuarem na Escola Cívico-Militar

Militares vão ser capacitados para atuarem na Escola Cívico-Militar

Os militares que vão atuar na Escola Municipal Cívico-Militar Quinze de Novembro, do distrito de Jaíba, vão ser capacitados para desenvolver suas funções nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa. Ao todo, sete monitores participarão do curso que acontecerá nas duas próximas segundas-feiras, 7 e 14. Eles se apresentaram à escola na manhã desta quinta-feira, 3. A escola de Feira de Santana é a única da Bahia a aderir ao novo modelo do Ministério da Educação.

 Além dos monitores, os capitães José Aderaldo Souza e Francisco Laécio Oliveira – que vão atuar na escola respectivamente como Gestor Militar e Gestor Educacional – também se apresentaram esta quinta-feira, quando ocorreu a segunda visita técnica do coronel da Força Aérea Brasileira e coordenador do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares no nordeste, Júlio César Pontes à escola de Feira. A primeira visita foi em julho passado.

 Durante a capacitação os monitores vão conhecer de forma aprofundada as oficinas que serão oferecidas na escola, no contraturno das aulas, e outras atividades que possam desempenhar, uma vez que alguns deles possuem formações em áreas específicas. Serão ofertadas oficinas de esportes, música, artes visuais, atividades no laboratório de ciências, reforço escolar em Língua Portuguesa e Matemática, apoio psicológico, psicopedagogo e assistência social, além da manutenção da Fanfarra do Distrito de Jaíba.

 O diretor geral da unidade de ensino, professor Marcelo Martins, e o coordenador pedagógico, professor Cristiano Abreu, falaram à comissão técnica sobre as estratégias e políticas pedagógicas já adotadas pela instituição.

 A professora Jozelia Araujo, diretora do Departamento de Ensino da Seduc, esteve presente ao encontro e enfatizou a expectativa por ver de perto os resultados da escola. Ela elogiou o desempenho dos estudantes e da equipe da escola na realização de atividades remotas durante a pandemia causada pelo novo coronavírus. Outros militares também estiveram presentes ao evento.

OUTRAS NOTÍCIAS