Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Michelle Bolsonaro manda Caixa conceder empréstimos a empresários aliados, diz revista

Michelle Bolsonaro manda Caixa conceder empréstimos a empresários aliados, diz revista

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, teria determinado ao presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, a conceder, no primeiro semestre de 2020, empréstimos “a juros baixos” a empresários aliados do governo. A informação é da revista Crusoé que diz ter obtido documentos que mostram que as demandas do seleto grupo foram registradas por e-mail.

Além da própria Michelle, assessores da primeira-dama atuaram como despachantes para facilitar o processo. A revista afirma ainda que a maioria das operações aconteceram em uma agência de Taguatinga, cidade vizinha a Brasília.

Os empréstimos chamaram atenção da própria instituição financeira, que abriu uma apuração interna. Entre os agraciados estavam uma florista, uma confeiteira que fornece bolos e doces para o Palácio, uma cabeleireira, um promoter e empresárias do ramo da moda. Todos amigos ou muito próximos à primeira dama. A revista mostra ainda que a auditoria da Caixa detectou de onde partia o pedido de concessão dos empréstimos.

“Cliente veio através de lista de empresas indicadas pela primeira-dama Michelle Bolsonaro ao presidente Pedro Guimarães”, dizia um documento. “Direcionamos para análise e tratativas necessárias solicitações de microempresários de Brasília enviadas pelo gabinete da primeira-dama Michelle Bolsonaro”, registrava outro expediente.

Posicionamento

A Crusoé afirma ter entrado em contato com o gabinete da primeira-dama na quinta-feira, dia 30, mas que as perguntas enviadas à equipe não foram respondidas. Já a Caixa diz que “a concessão de crédito em todas as suas linhas passa por rigoroso processo de governança, compliance e análise de riscos independente”.

“No caso do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, anteriormente à análise de crédito dos bancos operadores do programa, há uma avaliação de enquadramento por parte da Receita Federal, que notifica as empresas validadas. Apenas as empresas indicadas e munidas de aprovação pela Receita Federal passam pelo rito de governança da Caixa quando da solicitação do crédito, o que inclui análise por sistema de riscos, em um processo totalmente automatizado e sem interação humana”, diz trecho da nota enviada pelo banco.

“Ao todo, foram concedidos mais de 22 bilhões de reais pelo Pronampe a mais de 240 mil micro e pequenas empresas. Ademais, na condição de banco público, a Caixa recebe, por meio de sua área de Relacionamento Institucional, solicitações como dúvidas e consultas acerca de seus produtos e serviços, que são encaminhadas para avaliação técnica e impessoal pelas áreas negociais e posterior retorno diretamente aos clientes”, diz outro trecho do comunicado.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS