Micareta de Feira: Sindicato tenta negociar fechamento do comércio na sexta

Comercio-Segunda-de-Carnaval_-Foto-Ney-Silva_Acorda-Cidade-1

O presidente do Sindicato do Sindicato do Comércio (Patronal), Marco Silva, informou nesta quarta-feira (15) ao Acorda Cidade, que pretende negociar com o Sindicato dos Comerciários o fechamento do comércio no dia 21 de abril, feriado nacional de Tiradentes e 2º dia da Micareta 2023.

Em troca do fechamento das lojas no dia 21, Marco Silva propõe a abertura do comércio no sábado de Micareta, segundo informou em entrevista ao Acorda Cidade.

Vale ressaltar que pela convenção coletiva, o comércio está autorizado a funcionar no feriado de Tiradentes.

“Fiz um ofício para o Sindicato dos Comerciários, eles já receberam e espero que dêem um retorno, comunicamos também à prefeitura municipal sobre a importância do acordo, inclusive pedindo a mediação dela, porque o que a gente quer é que na sexta-feira, feriado, só trabalhem efetivamente os estabelecimentos que já abrem nos bairros. A gente sabe a importância das feiras de bairros, os shoppings que estão longe da festa, mas o sábado é um dia importantíssimo para o comércio, que pode abrir em horário reduzido, de 9h às 15h, por exemplo. Ficaria melhor para todo mundo. No domingo, o centro já não funciona, mas a gente não vai proibir que a feirinha e os bairros trabalhem”, afirmou o presidente do Sindicato.

Em relação à convenção coletiva, que de antemão autorizou o funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes, Marco Silva explicou que o acordo foi fechado em novembro de 2022, quando ainda não havia data nem certeza sobre a realização da micareta.

“Efetivamente, quando foi fechada a convenção coletiva, no mês de novembro, não havia data da Micareta 2023 e não se sabia se iria ter ou não a festa. Foi definida a Micareta, que começa oficialmente na noite do dia 20, na quinta-feira. Na sexta-feira, é feriado, que pela convenção coletiva autoriza a abertura do comércio. Esse é um feriado que os empresários pagam os funcionários para trabalhar. Mas, com a micareta, o trabalho neste dia ficou inconveniente”, disse.

Acorda Cidade

OUTRAS NOTÍCIAS