Menores são detidos por suspeita de cometer delitos em ônibus

2015-849925998-2015091675226.jpg_20150916

2015-849925998-2015091675226.jpg_20150916

Vinte e quatro crianças e adolescentes foram retiradas de dentro de um ônibus e apreendidas pela Polícia Militar. Eles foram apontados como autores de roubos a cada parada do veículo, que fazia a linha 474 (Jacaré-Jardim de Alah). Segundo a PM, foi apreendido pelo menos um cordão de ouro com os menores. Com idade entre 8 e 16 anos, eles foram levados para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), mas liberados após os depoimentos.

O cobrador do ônibus, que preferiu não se identificar, com medo de represálias, disse que os jovens entraram no veículo na Praça do Lido, em Copacabana. Ele relatou que os menores aproveitavam os pontos para descer e cometer delitos.

— Eles partiam para cima das pessoas e pegavam o que podiam. Depois voltavam para dentro do ônibus, forçando a porta para entrar — disse o cobrador.

O motorista parou de abrir a porta do ônibus após o ponto do Shopping Rio Sul. Mesmo assim, segundo ele, os jovens continuaram a descer do veículo para assaltar as pessoas quando o automóvel ficava parado no trânsito.

O ônibus foi interceptado por policiais na Avenida Presidente Antônio Carlos, na altura do Largo do Paço, próximo ao Fórum. Os agentes retiraram os adolescentes de um ônibus e colocaram em outro, que fazia a linha 314 (Central-Terminal Alvorada), para levá-los até a delegacia.

A defensora pública Eufrásia Souza, que atua na defesa da criança e do adolescente, questionou a abordagem.

— A ação foi baseada em suspeita, o que estava proibido. Não houve registro de ocorrência específico, nenhuma vítima de crime patrimonial apareceu — disse. De acordo com ela, apenas um adolescente foi encaminhado para o abrigo. Os demais foram liberados com os pais.

OUTRAS NOTÍCIAS