Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Menino de 6 anos que nasceu sem mão ganha prótese do Capitão América

Menino de 6 anos que nasceu sem mão ganha prótese do Capitão América

O pequeno Raphael de Oliveira Batista (foto em destaque), de 6 anos, ganhou, nessa terça-feira (26/4), uma prótese personalizada do Capitão América, seu super-herói favorito. A criança nasceu sem uma das mãos, devido malformação causada pela Síndrome de Poland. Agora, o pequeno poderá contar com os dedos de plástico biodegradável para segurar objetos.

“O Raphinha estava feliz, ansioso e animado, porque queria colocar a prótese logo. Ele já é uma criança bem independente, mas tem algumas dificuldades em pegar alguns objetos, então eu acho que essa prótese vai potencializar os atributos dele”, comentou o fonoaudiólogo Franklin George, pai da criança.

Ao Metrópoles, Franklin revelou que a criança é bem habituada a não usar prótese, mas está com expectativas que a criança adquira novas habilidades. “Acho que vai ser um ganho muito bom para ele. Ele vai poder fazer uma atividade física, andar de bicicleta, segurar uma bola e pode trabalhar melhor o equilíbrio. Hoje, ele já foi para a escola com a prótese e estava muito feliz”, contou.

Veja vídeo de Raphael experimentando a prótese pela primeira vez:

A prótese faz parte do projeto E-Nable, desenvolvido por estudantes da faculdade Centro Universitário IESB. A iniciativa tem como objetivo imprimir, montar e entregar, gratuitamente, próteses de mãos feitas em impressoras 3D às pessoas com deficiência e que precisam do dispositivo. O projeto é uma opção para quem não tem condições de adquirir uma prótese convencional devido ao alto custo.

A professora Larissa Cayres, coordenadora dos cursos de arquitetura e design de interiores na instituição, conta que a prótese trabalha como uma força mecânica que será fixada no braço. Assim, o paciente consegue fazer o movimento dos dedos para pegar e segurar objetos.

O modelo deve ser prescrito por um profissional de saúde e seu uso é acompanhado por um responsável da área de reabilitação. “Só com a prescrição de prótese é iniciado o processo de modelagem e impressão do dispositivo de acordo com as medidas do paciente e necessidades de adaptação”, reforça Larissa.

Como solicitar uma prótese

O interessado em adquirir a prótese de mão confeccionada pelo IESB deve entrar em contato direto com o centro universitário pelo e-mail: fablab@iesb.br.

OUTRAS NOTÍCIAS