Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Médico acorrenta homem negro e afirma: “Vai ficar na senzala”; Vídeo

Médico acorrenta homem negro e afirma: “Vai ficar na senzala”; Vídeo

Um vídeo publicado nas redes sociais pelo médico Márcio Antônio Souza Júnior – conhecido na Cidade de Goiás, antiga capital do estado, como Doutor Marcim – chocou a população local. Enquanto filma um homem negro acorrentado pelos pés, pelas mãos e pelo pescoço, Márcio ironiza a escravidão.

“Aí, ó, falei para ele estudar, mas ele não quer. Então, vai ficar na minha senzala”, diz o médico na filmagem.

A gravação, segundo a Polícia Civil de Goiás (PCGO), foi publicada por ele no Instagram, na terça-feira (15/2), e apagada em seguida. As imagens teriam sido registradas em uma instituição de ensino, chamada Escola Municipal Holanda, na zona rural da cidade.

Seguidores do médico gravaram a tela do celular para salvar a publicação, e o caso logo chegou ao conhecimento da polícia local. O delegado Gustavo Cabral está à frente da investigação. Na tarde desta quarta-feira (16/2), ele deve ouvir o relato do homem que aparece acorrentado no vídeo.

OUTRAS NOTÍCIAS