Marília Mendonça sonhou com cachoeira em 2020 e contou nas redes sociais que não gostava de voar; ‘Trocaria qualquer coisa para não ter que ficar pegando avião’

WhatsApp-Image-2021-11-06-at-10.08.58

A cantora Marília Mendonça, que morreu após uma queda de avião na tarde desta sexta-feira (5), postou em 2020 nas redes sociais que teve um sonho com uma cachoeira. Os fãs resgataram a postagem após a trágica notícia. A aeronave foi encontrada próxima a uma cachoeira em Caratinga, no interior de Minas Gerais.

No dia 5 de novembro de 2019, exatamente dois anos antes de morrer em um acidente aéreo no interior de Minas Gerais, a cantora Marília Mendonça demonstrou sua insatisfação em viajar de avião em uma postagem em suas redes sociais.

“Cada um nas suas dificuldades. Eu trocaria qualquer coisa [para] não ter que ficar pegando avião. Só para ficar pertinho da família. Mas, é isso! Somos mais fortes do que imaginamos!”, escreveu a artista em postagem no Twitter, há exatos dois anos.

“Gente, mas eu sonhei com água, queda d’água, cachoeira, rio a noite todinha que Deus deu”, escreveu no Twitter, no dia 4 de maio de 2020. “E não mijei na cama”, brincou, em seguida. Os internautas acreditam que ela teve uma premonição.

Ao menos duas pessoas morreram na queda do avião da cantora Marília Mendonça, na tarde desta sexta, perto de uma cachoeira, em Caratinga (MG).

Além da cantora, um produtor, um assessor, o piloto e o copiloto estavam na aeronave. Segundo O Globo, a aeronave é um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.

O acidente não é comum. Segundo Roberto Peterka, especialista em segurança de voo, incidentes envolvendo aeronaves como a que a sertaneja estava não resulta em mortes.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS