Marcius Melhem diz a atriz da Globo “Me deve um b*quete”

whatsapp_image_2023-03-24_at_14.56.00_widelg

“Me deve um b*quete”. Essa foi a frase supostamente dita pelo ex-chefe de Humor da Globo, Marcius Melhem, de acordo com denunciantes. Uma entrevista foi realizada pela coluna de Guilherme Amado, do site Metrópoles, com 11 pessoas que integraram ou integram a área de humor da emissora, e que, pela primeira vez, aceitaram falar sobre o assunto.

Uma das denunciantes foi a atriz Veronica Debom, que contou como, após um esquete de humor, ele elogiou sua performance.

“O Marcius olhou para mim e falou assim: ‘Você fez bem essa cena, você é talentosa. E pensar que você estava escondida em outra emissora, né? Você me deve um boquete!'”, contou à coluna.

Cininha, que trabalhou com o ex-chefe de Humor, quando dirigiu a Escolinha do Professor Raimundo, contou que já foi assediada por diretores que possuíam cargos mais altos que o dela.

A cineasta contou que ouviu de um chefe que ela teria benefícios na Globo caso mantivesse relações sexuais com ele. 

“Era minha primeira renovação contratual — a pessoa já está falecida —, eu fui na sala dela, ali no Jardim Botânico [sede da emissora e antiga locação de estúdios para a produção de entretenimento da Globo], e a gente chegava, ia para a sala dela fazer a renovação contratual. Aí essa pessoa falou: ‘Olha, se você transar comigo, você ganha o que você quer ganhar'”.

Cidinha conta ainda que foi à sala do José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, mas nada aconteceu. 

“Subi um andar, bati na porta de um homem chamado José Bonifácio de Oliveira Sobrinho e falei assim: ‘Lá embaixo, acabaram de me dizer que só me dão o dinheiro que eu quero se eu transar com ele’. Aí foi uma confusão danada, mas, claro, que não aconteceu nada. Ele continuou na função dele. Porque assim era”, relatou a profissional.

BNEWS

 

OUTRAS NOTÍCIAS